Acreditei em mim mesma…. Cristina Melo


Esta é a minha história… Nunca gostei de desporto. Na escola, o dia da ginástica era sempre dia “não”. E, se nunca gostei de desporto, muito menos de correr…detestava mesmo e foi assim durante os primeiros 38 anos da minha vida. Por outro lado, adoro comer e, por vezes, não o fazia da melhor maneira.

Na minha adolescência comecei a ganhar algum peso e quando entrei no ensino superior, as refeições passaram a ser “a despachar” e comer o que era mais fácil, mais rápido e mais aliciante… Conclusão, cheguei ao fim do curso com mais uns 20kg em cima! Sinceramente, nunca me fui apercebendo deste aumento de peso ou então fingia que não percebia! E fazer dieta não é compatível com a vida de estudante…

Entretanto casei, tive 2 filhos e, se do primeiro engordei apenas 6kg, já do segundo foram 25kg que nunca foram embora. Depois, mãe de 2 “piolhos”, fraldas, chupetas, birras, trabalho… fui-me esquecendo de mim. E foi assim, um pouco sem dar por isso, que em 2014 cheguei aos 95kg! T

omava um comprimido para a hipertensão, um para o colesterol/triglicerídeos e um para o coração. Em Março desse ano, desafiada por uma amiga e com o total apoio do meu marido, decidi começar uma dieta, mas na altura não me sentia muito motivada e, sinceramente, pensei que ia durar pouco tempo mas, conforme foram surgindo os resultados, fui-me animando.

No princípio aliei a dieta a umas caminhadas de 30 minutos, depois as caminhadas foram aumentando no tempo e na intensidade e comecei a tentar fazer umas corridas…de 5, 10, 15 minutos…como já disse, detestava correr…era demasiado para mim.

Corria em passadeira, também não tinha uma boa figura para vir correr para a rua, não me sentia bem com isso. Mas o tempo foi passando, os kg foram-se perdendo e a corrida foi-se entranhando…sim, porque isto “ao princípio estranha-se mas depois entranha-se”. Muitas horas de fisioterapia, muitas dores, muito suor, muito sacrifício …em Outubro desse ano já tinha perdido 38kg e já conseguia correr 10km em menos de 1 hora!

Deixei de tomar qualquer tipo de medicação e sentia-me mais saudável do que nunca! Todo o esforço começava, finalmente, a dar frutos! Num fim-de-semana de passeio, vi um cartaz a publicitar a I meia maratona de Coimbra, na qual também seria possível fazer uma minimaratona de 10km e pensei logo em desafiar uma amiga para fazermos a prova mais curta.

Depois de uma conversa telefónica com ela, fiquei convencida a fazer os 21,0975km. No dia da prova estava cheia de medo, ia ser tão mau para mim ter de desistir ou ter de parar…mas a minha amiga e o meu marido nunca tiveram dúvidas…eu ia conseguir…e não é que consegui !?! Em menos de 2 horas completei o percurso, sem nunca parar ou sequer pensar em fazê-lo!

Queria tanto chegar ao fim, que cheguei. À passagem pela meta tive a certeza: eu adoro correr…afinal eu nasci para isto!!! E pronto, depois desta prova já fiz a “Meia maratona da Nazaré”, “São Silvestre de Aveiro”, “São Silvestre de Coimbra”, “Urbantrail de Coimbra”, e a passagem pela meta tem sempre o mesmo “sabor”…sabe a orgulho!!!