Correr em Grupo e os seus efeitos

É notório que a formação de grupos de corrida em Portugal está em constante crescimento. E não nos referimos apenas a equipas/grupos de corrida para realização de provas amadoras de atletismo, também os grupos de treino organizado estão em visível crescimento. www.aminhacorrida.com apresenta os benefícios, possíveis desvantagens e algumas conclusões de estudos realizados acerca da corrida em grupo.

1. Porquê correr em Grupo?

-É mais fácil começar:
Muitas pessoas querem adquirir hábitos mais saudáveis mas não conseguem sair da rotina sedentária sozinhas. Por isso, o incentivo de alguém torna-se importante. Muitos atletas iniciam a atividade desportiva com uma experiência incentivada por amigos. Normalmente, as pessoas são convidadas para correr um dia e acabam por se divertir tanto com os integrantes do grupo que têm vontade de voltar no dia seguinte para estreitar relações e sentirem-se bem com elas próprias.

– É mais difícil desistir:
Fazer parte de um grupo protege o corredor de ficar desanimado. Os elogios que normalmente são ditos durante uma atividade em grupo servem de estímulo para continuar e melhoram a autoestima. Por isso, quando um corredor está infeliz com os resultados do treino, os outros integrantes ajudam-no a não desistir e a continuar a tentar alcançar o seu objetivo.
Além da força que os amigos dão, o empenho e os resultados dos outros corredores servem de exemplo para aqueles que estão desmotivados. É normal que o desempenho de uma pessoa se sobressaia. O restante grupo, quando vê o que essa pessoa consegue fazer, fica incentivado a alcançar os mesmos resultados que ela.

– É mais difícil faltar:
O treino torna-se mais eficiente quando os corredores estão comprometidos a atingir as metas estipuladas. Uma das características mais fortes de um grupo de corrida é que as pessoas levam os treinos mais a sério do que aquelas que correm sozinhas. Quando marcam um dia da semana para correr, raramente faltam. As pessoas ficam tão disciplinadas como atletas de alto nível, e deixam de dar desculpas para faltar aos treinos, afinal, terão alguém à sua espera.

 

– É mais divertido alcançar objetivos:
Conseguir alcançar uma meta estipulada traz um sentimento de superação. Esse efeito é ainda maior quando um bom resultado é alcançado em grupo. As pessoas olham para trás e percebem todo o esforço que fizeram juntos para conseguir alcançar o objetivo. Além disso, quando a meta é batida, sempre há uma comemoração, uma festa, que não acontece quando se treina sozinho.

– Pode unir a família:
A corrida em grupo pode ser um meio de estreitar as relações familiares. Hoje em dia é muito comum que pais e filhos (ou outros familiares) não tenham muito tempo para estar juntos, e é difícil encontrar uma atividade que possa ser feita por todas as idades e agradar todos os gostos. Também os casais encontram mais um momento para ficarem juntos. Por isso, muitas famílias formam pequenos grupos de corrida para fazer uma atividade conjunta.

– Aumenta o círculo social:
Fazer parte de um grupo de corrida pode melhorar o seu convívio social. Apesar da corrida ser um desporto que precisa de disciplina, é uma modalidade acessível que não necessita de muito tempo nem muito dinheiro para ser praticada. É comum ver pessoas que se conhecem num grupo de corrida tornarem-se amigas, mesmo quando o único ponto em comum é o gosto pela corrida.

– Melhora o desempenho profissional:
As relações criadas em ambientes profissionais normalmente são mais superficiais devido aos assuntos desse círculo ficarem restritas a problemas de trabalho. As pessoas que se conhecem no trabalho parecem outras quando as vemos a praticar atividades mais leves e divertidas.
Cada vez mais as empresas estimulam os funcionários a correr em grupo. Esta medida simples melhora a comunicação no escritório, aumenta a intimidade e faz com que cada um dos profissionais tenha um melhor rendimento no trabalho, já que os seus funcionários ficam saudáveis e com mais disposição. 

2. Correr em Grupo e Performance.

pesquisa da universidade britânica de Bangor afirma que correr em grupo aumenta o desempenho e o prazer dos atletas com a corrida. O estudo foi publicado na edição de Abril do periódico National Center for Biotechnology.Neste estudo analisaram 64 corredores na faixa etária de 20 anos. Foi-lhes pedido que corressem individualmente, depois em duplas e, por último, em grupos de quatro pessoas. Durante os percursos, os cientistas verificaram o tempo dos atletas, além de pedir relatórios sobre ansiedade, nível de esforço e prazer com o exercício.

No final, foi constatado que o desempenho dos atletas melhorava à medida que aumentava a interação com os colegas, levando-os a correr 13 segundos mais rápido. De acordo com este estudo ficou claro que «a competição entre a equipa pode promover um melhor desempenho do que a competição individual no desporto.

 3. Correr em grupo pode ser prejudicial à saúde?

Apesar da diversão que a corrida em grupo proporciona, um corredor pode acabar extrapolando os seus limites e correr além do seu tempo, ou aumentar o seu ritmo, sem se aperceber, para acompanhar o grupo ou parceiros e sentir os danos mais tarde.

Algumas pessoas são muito competitivas e querem sempre estar à frente ou estão sempre tentando conseguir mais. Esses indivíduos devem ter cuidado para evitar o «overtraining», o que exigirá uma paragem nos treinos para recuperação e tratar possíveis lesões que ocorram, comprometendo assim todo o treino efectuado e condição física.

Para que isso não aconteça, não é preciso ser um corredor solitário:

– Procure uma orientação especializada, para que, mesmo correndo juntos, cada corredor possua o seu plano de treinos;

– Foque-se nos seus objetivos. Dentro do grupo, ou se for escolher um parceiro, tente encontrar as pessoas que tenham os mesmos níveis de condição física, os mesmos objectivos ou objectivos semelhantes aos seus;

-Não se distraia demais. Oiça sempre o seu corpo e, se necessário, avance um pouco ou diminua o seu ritmo, conforme a necessidade. Não é porque está a correr em grupo que precisa de correr o tempo todo lado a lado.

Sozinho ou em Grupo, bons treinos!

Fontes:
Fernando Menezes (http://www.minhavida.com.pt)
Simone Sarti (http://www2.uol.com.br)

http://www.ativo.com

Adaptação: www.aminhacorrida.com