Kalenji Kiprun XT6 / Ana Amaro


  1. Características/Tecnologia

O site www.aminhacorrida.com testou as sapatilhas Kalenji Kiprun XT6, na cor bordeaux. Sendo concebidas para o praticante de trail e ultra trail em treino ou competição.As sapatilhas Kalenji XT6 apresentam as seguintes características:

  • Tração, entalhes de 5mm, espaçados para favorecer a aderência e soltar lama e terra;
  • Amortecimento, conceito de K-ring no calcanhar e In’Up na frente do pé;
  • Estabilidade, conceito Arkstab para uma maior estabilidade do pé em corrida e bandas termo-coladas na frente do pé;
  • Desenvolvimento da passada, conceito Bipron para um melhor suporte da fadiga e que favorece o controlo da pronação;
  • Visibilidade, com marcas reflectoras à frente e atrás;
  1. Ficha técnica/Funcionalidades
Género Mulher
Motivação Trail
Peso Até 75kg
Distância Trail curto / Trail longo
Passada Neutra / Pronadora
Composição Parte superior em malha arejada e material sintético, sola intermédia em espuma EVA, sola exterior em borracha de carbono.
Garantia 2 anos
Peso 320g no tamanho 39
Tamanhos 36 ao 42
Bolsa para atacador A bolsa na pala permite recolher totalmente o atacador, evitando assim que fique preso na vegetação.
Drop A diferença de altura da sola entre a frente e a parte de trás é de 10 mm

 

  1. Primeira impressão / Unboxing

O modelo que testámos tem um padrão de cores baseado no bordeaux e rosa, com alguns componentes, na sola, de cor branca. A parte superior da sapatilha é composta por material sintético em formato de malha ligeiramente maleável, parecendo, à primeira vista, bastante arejada. A zona do calcanhar apresenta-se bastante sólida, apresentado um bom suporte reduzindo a possibilidade de entorse.

  1. Experiência / Testes

Com a missão de pôr à prova este calçado de Trail, decidi correr com eles em diferentes pisos para verificar e avaliar a sua qualidade.

Ao fim de cerca de 130 Km entre treinos e provas, posso assegurar que o modelo testado evidencia uma excelente qualidade. O modelo foi testado em estradões, na areia, em terrenos secos e duros, em subidas pedregosas, descidas de pedras soltas, em travessias de ribeiros, no alcatrão e na lama.

Começando, a meu ver, pelo menos importante, a nível de design, o modelo tem cores garridas (como eu gosto), mas o que se destaca à primeira vista é a sola com entalhes de 5mm espaçados, para favorecer a aderência e expulsão da lama ( este aspeto foi testado e comprovado num treino que fiz junto ao sapal de Corroios onde me deparei muita lama). De realçar os atacadores que têm uma textura rugosa aguentando-se por isso no sítio ao longo de toda a corrida. O único aspeto a melhorar é a bolsa para guardar os atacadores, que apesar de ser bastante funcional, a mesma fica por baixo dos atacadores dificultando quando queremos guardar as pontas soltas

Relativamente ao conforto, ( um dos aspetos mais importantes na escolha de um calçado de corrida) após o Ultra Trail Douro-Paiva, constatei que os mesmos transmitem um excelente conforto devido ao uso de materiais respiráveis, de espuma grossa no calcanhar e na pala. A sapatilha agarrou-se bem ao pé, e ao longo dos 40 km não se verificaram quaisquer bolhas nos pés. Também a proteção frontal contra as pedras é bastante eficaz. Têm uma boa largura na frente, o suficiente para deixar os dedos confortáveis e capazes de apoiar na totalidade a passada. O aspeto a melhorar será a capacidade de expelir água. Ao longo da prova tive de atravessar diversos cursos de água e notei que a água ficava lá dentro durante algum tempo o que se tornou desconfortável.

No amortecimento, as sapatilhas têm um conceito K-Ring no calcanhar e InÙp na frente do pé. Estes conceitos sentem-se e resultam. A única desvantagem é quando apanhamos alguns percursos com alcatrão pois aí tornam-se um pouco rígidos.

Concluindo, o calçado testado oferece uma boa aderência nos trilhos técnicos, nas descidas acentuadas, em rocha e pedra solta. Possui um bom apoio no calcanhar e o amortecimento é o adequado à prática de trail running, sem ser demasiado mole. Após os quilómetros percorridos, a sapatilha apresenta-se impecável assim como a sola e sem apresentar sinais de já ter percorrido tantos pisos agressivos e que desgastam bastante o calçado de trail. De realçar ainda que têm uma excelente relação preço/qualidade.

Ana Amaro

Avaliação A Minha Corrida

Áreas avaliadas Pontuação (0-5)
Qualidade 4
Value of Money 5
Protecção e Conforto (Estabilidade/Amortecimento) 5
Performance (Resposta/Leveza) 4
Design/Estética 4
Tamanho/Ajuste 5
Pontuação Média 4.5

Recomendarias a um amigo?

Sim, é um excelente compromisso entre o que nos é oferecido e o preço do produto.

Conselhos

Conselhos de manutenção, desaconselhamos fortemente a lavagem e a secagem na máquina. Lavar com uma escova macia e água com um pouco de sabão, deixar secar ao ar livre. A palmilha é amovível para facilitar a secagem;

Conselhos de armazenamento, utilizar papel de jornal para absorver a humidade eventualmente presente entre 2 sessões de corrida;

Restrição de uso, não indicado para praticantes hiperpronadores ou supinadores.

Outras informações

Este é um teste de poucas semanas. Não é possível avaliar com toda a fiabilidade/garantia todas as características técnicas, nomeadamente as relacionadas com a manutenção das características e performance, bem como a durabilidade. No entanto, até à data, as sapatilhas estão como novas, após várias sessões de treino.

Preço  do produto (Lojas Decathlon): 69.99€

Referências

https://www.decathlon.pt/calcado-kiprun-trail-xt6-homem-id_8379469.html

Deixe uma resposta