Meias de compressão CEP / O teste e a opinião de quem “só corre”


Somos dois atletas do pelotão, que corremos por diversão, saúde, convívio e bem-estar.

Apenas tentamos superar-nos a nós próprios e manter a actividade desportiva em alta.

Ao dia de hoje, participamos em provas que vão desde os 10Kms até à Maratona (sendo esta a nossa distancia preferida). 

Após esta pequena introdução, vamos tentar dar conhecimento dos resultados que obtivemos ao aceitar o desafio que a CEP Ibérica nos lançou…. testar os novos modelos da CEP:

As Run Socks 2.0  (com pé até ao joelho) e as Calf Sleeves 2.0 (manga de perna desde o tornozelo até ao joelho).

Muito se tem escrito relativamente a este tema e é notória cada vez com mais frequência a utilização das meias de compressão pelos atletas do pelotão.

Inicialmente e à primeira vista pareceu-nos que “isto” das meias de compressão, não seria mais do que uma nova “moda” utilizada por muitos corredores de longa distância.

Entretanto, após teste e informação médico-desportiva, não temos dúvidas sobre as grandes mais-valias que este produto apresenta e que resumimos desta forma:

– Aumenta o aporte de oxigénio nos músculos;

– Melhora o retorno venoso;

– Acelera o processo de remoção do ácido láctico nos músculos (no final de correr grandes distancias é notório o período de recuperação);

– Reduz a vibração muscular nos gémeos (ajudando a uma menor fadiga muscular);

– Regula a temperatura nas pernas;

– Reduz o risco de lesões.

Depois de estarmos totalmente convencidos da utilização das meias de compressão, faltava fazer o teste relativamente à CEP.

O que fizemos foi simples…. comprámos 3 marcas diferentes :

– Umas que nos pareceram de concorrência directa (pelo preço e pela forma como são apresentadas) a que chamamos A;

– Outras de preço mais baixo mas de uma marca de artigos de corridas de topo, a que vamos chamar de B;

– E para finalizar ainda outras de uma marca menos conhecida (ligada a uma das grandes superfícies comerciais desportivas) e bastante mais baratas. A estas chamaremos C.

Depois de termos quatro diferentes opções para testar e comparar, faltavam definir os parâmetros de teste e comparação.

 

Sem grandes conhecimentos científicos ou experiencia na área, definimos parâmetros que para nós simples atletas de pelotão, foram os que fizeram mais sentido:

– Preço

– Durabilidade

– Conforto durante a corrida

– Melhor performance durante a corrida

– Recuperação pós corrida

Fizemos estes testes durante aproximadamente 6 semanas com treinos activos e diversos etambém em provas de várias distâncias.

Quais as nossas conclusões após as comparações?

Relativamente ao preço é simples e objectivo, as meias CEP e as A, não são baratas e não é fácil para qualquer atleta investir o valor que é pedido na aquisição das mesmas.

Já as outras duas opções, são mais acessíveis à bolsa de cada um.

No que toca à durabilidade a experiencia foi oposta.

As meias C, mesmo tendo todos os cuidados nas lavagens, aparentam uma durabilidade muito reduzida.

As meias CEP, A e B, apresentam uma promessa de durabilidade muito elevada.

Conforto durante a corrida e melhor performance durante a corrida, foram parâmetros que tiveram avaliação semelhante da nossa parte, como tal juntamos os dois.

As menos confortáveis, foram as C e as B. Em algumas situações até algum desconforto apresentaram.

Apesar de as meias CEP e as A, serem ambas de longe mais confortáveis, sentimos esse conforto maior com as da CEP, pela grande vantagem da sua compressão ser gradual (mais forte em baixo e que vai diminuindo até ao joelho ajudando o sangue a subir) e também de utilizarem bainha dupla no términus da meia ao invés do elástico que acaba por funcionar como “garrote”.

Com as meias CEP, sentimos a perna mais confortável e ao mesmo tempo mais “aquecida” e “protegida” .

Para finalizar o parâmetro onde sentimos mais diferença entra as meias CEP e as restantes….a recuperação pós-corrida.

Neste caso as que sentimos menos vantagens foram as B e depois as C.

As meias A, apesar de serem bastante superiores à C e B, ainda ficaram àquem das CEP.

Como observação na avaliação final, gostámos muito da característica das meias reflectoras…uma ideia excelente para quem corre à noite na estrada.

A nossa conclusão é simples, neste caso aplica-se a máxima de que “o barato sai caro”.

Do que testámos não temos dúvidas… vale a pena investir nas novas soluções que a CEP apresenta, até porque é a linha desportiva da MEDI compression, uma empresa líder em compressão médica com mais de seis décadas de experiência em compressão.

Ao adquirir artigos da CEP estamos a garantir o melhor conforto, funcionalidade e efeito pretendido não fosse o seu lema: “The intelligent sportswear”.

Website Europeu: www.cepsports.com

Facebook CEP Portugal: https://www.facebook.com/CEPIberica

Facebook CEP: https://www.facebook.com/cep.medi

Resta-nos agradecer à CEP Iberica e ao Nuno Caetano a oportunidade que nos deram e esperar que este nosso trabalho ajude outros atletas como nós, no momento da decisão sobre esta matéria.