Tag: FISIOTERAPEUTA

A síndrome do Piramidal

A síndrome do Piramidal ou Piriforme caracteriza-se por dor na região glútea que se prolonga para a face posterior da coxa, podendo por vezes apresentar sensações de formigueiro ou dormência no pé. Trata-se de uma lesão frequente nos atletas de fundo, principalmente nos que estão nas faixas etárias dos 40 e 50 anos.

A lesão ortopédica no corredor…

 

O tendão de Aquiles ou tendão calcâneo é o maior tendão do corpo humano. Conecta os músculos posteriores (flexores) da perna ao osso calcâneo e pode suportar forças elevadas. As lesões nos tendões (tendinopatias) representam 30% a 50% de todas as lesões desportivas e são frequentes nos corredores. Aproximadamente 50% dos corredores comhistória de tendinites apresentam sintomas em ambos os tornozelos. Tendinopatia significa “doença do tendão” e abrange as paratendinites (inflamações do envoltório do tendão), tendinpses (degenerações do tendão), além das rupturas parciais e totais

Articulacões e ossos mais saudáveis.

A glucosamina é uma das inúmeras substâncias classificadas como açúcar aminoso. Diferente dos outros tipos de açúcar no corpo, é um componente do carbohidratoincorporado na estrutura dos tecidos corporais em vez de ser usado como fonte de energia. A glucosamina está, consequentemente, envolvida. Na formação de unhas, tendões, pele, olhos, ossos, ligamentos e válvulas do coração. Ela também tem um papel muito importante nas secreções das mucosas dos tratos digestivo, respiratório e urinário.

Contratura muscular.

Uma contratura muscular, não é mais que uma contracção involuntária e permanente de determinadas fibras de um feixe muscular e pode acontecer a qualquer pessoa (sedentário ou desportista). Normalmente são pontos exactos no músculo, que se assemelham a um nódulo, sensíveis à palpação. A dor, tanto pode ser sentida no local desse nódulo, como também pode ser referida numa outra parte do músculo, devido à tensão criada sobre a fáscia muscular que recobre esse músculo.

Lesões mais frequentes no atletismo.

“Runners knee” (“Joelho do corredor”)

Vulgarmente chamado “joelho do corredor” ou “runners knee”, é também conhecido por síndrome da banda iliotibial e atinge, em especial, os corredores de fundo. Esta síndrome é caracterizada por dor na região lateral externa do joelho, e pode acontecer durante ou após a prática da corrida. É causada por uma tensão/encurtamento da banda iliotibial (fáscia localizada na face externa da coxa), tensão esta que provoca um atrito entre a mesma e a região lateral do fémur. Esse atrito gera um processo inflamatório na bolsa serosa (almofada com liquido sinovial) e, consequentemente, dor na região.