Tag: Prevenção

Lesões dos meniscos

Anatomia –Os joelhos são constituídos, cada um deles, por dois meniscos, um menisco interno (ou médio) e um menisco externo (ou lateral), estando cada um situado entre um dos côndilos femorais e uma das cavidades glenoideias da tíbia. 11A presença destas cartilagens específicas é fundamental para o funcionamento do joelho, já que a sua forma e consistência especiais permitem um melhor encaixe e evitam o atrito directo das extremidades ósseas, o que confere uma melhor estabilidade à articulação e contribui para suportar a carga do peso corporal ao andar.

No Inverno… muda-se o equipamento…

A maioria dos corredores considera o Outono e o Inverno como sendo as melhores estações para se correr. O frio e o nevoeiro, antes de serem obstáculos a impor dificuldades, transformam-se em polos de atracção para o exercício prolongado e repousante. Claro que os atletas explosivos, como os saltadores e os velocistas, são grandemente afectados com o tempo frio. Contudo, os corredores e em particular os fundistas só têm a beneficiar com estas mudanças atmosféricas, embora seja precisamente nestas estações que se verifica ciclicamente uma baixa de rendimento dos atletas por descuidos no equipamento, o que motiva, muitas vezes, o aparecimento das arreliadoras constipações.

O coração do Atleta

coração de atleta

A partir da década de 70, observou-se em praticamente todos os países ocidentais um crescente interesse de profissionais e do público em geral sobre a actividade física e a saúde. Em particular, a corrida teve o seu interesse despertado a partir dos livros do doutor Kenneth Coopero.

Para Cooper, correr era sinónimo de ter saúde e a corrida passou a ser intensamente divulgada e estimulada como prática desportiva e recomendada como hábito saudável. O incentivo foi tão intenso que a corrida passou a ser conhecida como cooper e esse foi o primeiro passo para que muitos  interessassem por uma disciplina-desportiva.

5 Dicas para recuperar de uma maratona…

 

Parabéns, você terminou a maratona! Os incontáveis dias de preparação e formação, valeram a pena, e eu levei o desafio de conquistar os 42.195 km. Agora, é muito importante ter uma boa recuperação após a maratona. A recuperação de uma maratona pode levar algumas semanas a alguns meses, dependendo muito da intensidade da sua corrida e da capacidade de seu corpo e mente para se recuperar. Em geral, você deve ter a primeira semana pós-maratona muito relaxada, quase esquecendo completamente de correr ou pelo menos cerca de 3 ou 4 dias, reiniciando com a recuperação física em jogos e treino alternativo.

Quem é que nunca torceu o tornozelo?

Quem é que nunca torceu o tornozelo? Seja andar, correndo, a saltar, etc. O acto de “falsear” o pé talvez seja um dos mais comuns tipos de lesão que ocorrem com qualquer pessoa, seja ela atleta ou não. O factor determinante é a gravidade da torção. Na maioria dos casos, a entorse é de grau baixo e não traz maiores consequências, até porque nesses casos, o nosso tempo de reacção permite que tomemos cuidados com o corpo para evitar a torção completa, como por exemplo, soltar o peso do corpo no momento em que o pé vira.