Tag: Suplementos Desportivos / Nutrição

O que comer antes da Prática Desportiva

Utilizar o combustível dos hidratos de carbono armazenados é uma parte essencial da preparação competitiva e da nutrição desportiva. Já deve conhecer as melhores fontes de alimentos ricos em hidratos de carbono (pães, cereais, massas, arroz, batata e frutas), já que estes alimentos são a base de uma alimentação ganhadora.

Sete grupos de alimentos para uma dieta equilibrada

I. Carne, peixe e ovos fornecem proteínas de alto valor biológico, ferro bio-disponível e vitaminas do complexo B (tiamina, riboflavina, niacina e cobalamina).

II Lacticínios: Fornecem proteína de alto valor biológico, mas ao contrário do grupo I contêm pouco ferro e uma grande quantidade de cálcio e fósforo.

III cereais e seus derivados, tubérculos: Fornecem grandes quantidades de amido, proteínas de baixo valor biológico (mas que se tornam excelentes se combinados com os de plantas leguminosas). Os grãos integrais têm um elevado teor de fibra dietética de magnésio.

Conheça quem são os actores no seu organismo?

Como atleta a sua dieta é importante para promover os picos de forma, possibilitar a recuperação do exercício e a preparação da próxima sessão, mas também para manter uma boa saúde. Uma hidratação e nutrição adequadas podem possibilitar o sucesso de um treino ou de uma competição, no entanto afectam o organismo de uma forma mais intrínseca e por vezes menos conhecida, estes interferem na forma como o atleta se sente, trabalha e pensa. 

Aprenda a controlar as calorias…

AP110918_0008A dieta alimentar do atleta faz parte integral do seu treino. O modo de alimentação vai determinar as disposições psico-fisiológicas do complexo mecanismo de uma adaptação ao esforço físico. Todavia, a maioria dos autores, ao abordarem este problema, têm manifestado uma certa precaução, talvez com o objetivo de estabelecerem que não existe uma grande diferença entre a nutrição de um corredor e a de um indivíduo sedentário. Chega-se mesmo ao ponto de enunciar a não existência de uma alimentação complementar, até nos casos em que o atleta está sujeito a um programa intenso e prolongado de preparação.

Nutrição do atleta

Musculação durante o sono

Em conjunto com o período após o treino, outro período importante para a ingestão de proteína passa-se durante o nosso sono, enquanto o corpo esta em repouso.Muitos culturistas consomem proteína consistentemente ao longo do dia, mas sofrem geralmente de deficiências proteicas durante a noite. Estudos recentes indicam que os padrões de alimentação à noite viram-se para hidratos de carbono complexos e simples, tais como massas e fruta. Os hidratos de carbono não são necessariamente más escolhas, mas aumentá-los ao fim do dia é uma má escolha. Na musculação a nutrição e o “timing” são tudo.