5 DESCULPAS PARA NAO TERMINAR A MARATONA

0

VÃO DEIXAR DE SER DESCULPAS

1 Dizes a ti mesmo que é impossível acabar. Essas vozes negativas podem fazer com que acabar seja realmente impossível, mas tens que te sobrepor a elas. A maior ajuda é a companhia de um companheiro mais experiente. Podes também pedir motivação ao público presente, porque gera endorfinas que te permitirão prolongar o esforço. 

2 Sentes a boca seca, sentes-te fraco e tens que baixar o ritmo. Se levas menos de uma hora e um quarto é uma desidratação leve, bebe para compensar. Se já levas mais tempo junta além disso hidratos de carbono (um gel servirá). Deves comer alguma coisa cada 45-60 minutos.

3 Não aguentas pensar nos km que ainda faltam. Tens que desviar a atenção para outra coisa, podes contar as árvores do caminho, etc.

4 Doem-te os gémeos, os quadricípetes ou os isquiotibiais. Se estás a levar um ritmo alto é normal que sintas algumas dores nos músculos intervenientes, mas ouve bem o teu corpo, se a dor for intensa é sinal de que deves baixar o ritmo. Avalia a situação, não faz mal se tiveres que parar ou caminhar.

5 Estás próximo da meta, mas estás a ponto de parar. Cria a imagem mental de umas cordas que te puxam para a meta e te estão a levar. Podes também pensar que levas uma garrafa cheia de energia e que te está a dar forças. Estabelece objetivos facilmente atingíveis: até ao próximo cruzamento, até ao próximo sinal de trânsito e assim até à meta.