- Publicidade -

Tudo começou há uns meses atrás, o amigo Carlos Lopes mandou-me uma mensagem a convidar para ser o atleta jornalista no Ultra Trail de Andorra 2019. Confesso que fiquei um pouco apreensivo com este convite, estava com receio de não estar à altura deste desafio.

A proposta era eu fazer a função de jornalista de todas as provas do Andorra Ultra Trail: Eufòria, Ronda dels Cims, Mitíc, Celestrail e Marató dels Cims. E se possível das caminhadas Solidaritrail e Tamarro. Depois de vários contactos com o Carlos Lopes da aminhacorrida.com e da Meritxell Prados da imprensa do Andorra Ultra Trail estava tudo pronto para este grande desafio.

Quando cheguei a Andorra, dia 18 de Julho, o Víctor Martí da Imprensa foi me buscar a Andorra a Vella e levou-me a conhecer o hotel onde iria estar hospedado estes 4 dias. Ao chegar à vila de Ordino já tinha sido a partida da louca prova da  Eufòria, uma prova com 233kms e 20.000m de D+. A vila estava com ambiente ainda calmo, com poucos atletas ainda presentes mas no largo da igreja já estava tudo preparado para a grande festa do trail.

Nesse mesmo dia de tarde começaram a chegar os atletas que iam participar na Ronda dels Cims, a famosa prova de trail que foi considerada uma das 10 mais selvagens corridas do mundo. A Ronda é uma prova com 170 kms e 13.500m D+ e já requer muita experiência por parte dos atletas. Nesse mesmo dia começou o levantamento dos dorsais e foi o briefing da prova.

Partida da Ronda dels Cims era às 7 da manhã do dia 19 de Julho, o ambiente era de grande festa no largo da igreja, os atletas estavam eufóricos para começar. Ouvia-se falar várias línguas pois havia atletas de inúmeras nacionalidades, este ano a prova teve a edição mais internacional de sempre. Encontrei muitos portugueses, uns que iam participar e outros que estavam somente a “mirar” ou a acompanhar amigos/familiares. Partida!! Grande festa, muitos aplausos e apoio por parte do público.

Nesse mesmo dia, da parte da manhã, fui com a Meritxell e o meu outro companheiro atleta jornalista alemão fazer um tour pelos dois primeiros abastecimentos da prova Ronda dels Cims. A primeira paragem foi no abastecimento de Sorteny aos 21kms onde tivemos de esperar um pouco pelos primeiros atletas. Só para verem a dureza da prova, o primeiro atleta demorou cerca de 2h44m para chegar ao refúgio de Sorteny. Começaram a chegar inúmeros atletas, ambiente de festa, aplausos por parte do público presente.

Saimos de Sorteny, fomos para o segundo abastecimento. Este abastecimento era em Arcadis aos 32 kms, numa estância de esqui. Aqui a paisagem era brutal, as vacas pastavam ali ao lado, as montanhas eram imponentes e havia muitos turistas a fazer caminhadas. Esperamos um pouco pelos primeiros atletas, mas depois de 4h43m de tempo de prova eis que surge o primeiro classificado nesse momento, seguia logo imediatamente atrás o segundo classificado, iam os dois com bom ritmo!! Passados uns minutos é que começaram a surgir os restantes atletas. Iam chegando amigos e familiares para apoiar os atletas, “Animo” “Força” eram as palavras mais usadas. Muitos aplausos para dar alento aos atletas.

Voltamos para Ordino, começavam a chegar os atletas da prova Mitíc e Celestrail que iam partir às 22h e 00h respectivamente. De tarde, juntaram-se no largo da igreja centenas de atletas,  era o briefing destas duas provas às 17h. Agora sim a vila estava completamente animada, atletas de todas as idades, acompanhantes, as ruas estavam cheias de pessoal.

22 horas, era a partida da prova Mitíc, prova com 112 kms e 9700m D+. Já anoitecia e o ambiente na partida foi ainda mais animado, com batucada, luzes, música e fogo de artificio. Partida!! Lá foram os atletas em busca do sonho, terminar estes míticos 112kms para o qual tanto treinaram.

Duas horas depois voltamos novamente ao largo da igreja, era a partida da prova Celestrail. 83kms com 5.000m D+. Novamente um ambiente brutal, idêntico ao da prova MItic. Partida de mais umas centenas de atletas no sonho de terminar esta ultramaratona.

No outro dia, era a Marató dels Cims, prova de 43kms com 3.000 D+, era a prova mais pequena do Andorra Ultra Trail na qual eu iria participar. 9 horas do dia 20 de Julho, finalmente a minha aventura estava a começar. Agora não estava como espectador…. Agora sim ia sentir na pele a dureza das montanhas de Andorra!!

A aventura começou…..