- Publicidade -

#1 É alto em fibra dietética

O coco contém uma alta % de fibra, o que é excelente para as funções digestivas. Esta fibra produz ácidos gordos de cadeia curta (SCFAs) que são vitais para a saúde do nosso intestino. De acordo com algumas pesquisas, um nível baixo de SCFAs no cólon pode levar a deficiências nutricionais, que podem causar inflamação e sangramento. Daí as vantagens em consumir coco, pois vamos reduzir os riscos destas condições.

#2 O coco pode reduzir o apetite

Especialistas em nutrição afirmam que os ácidos gordos do coco são metabolizados da mesma forma que as cetonas, e têm a capacidade de suprimir o apetite e dar energia.

Se estás a tentar perder peso é uma excelente forma de te manteres saciado entre as refeições, e quebrares o hábito de comeres snacks fora da dieta.

O coco em particular tem a um excelente efeito em remover gorduras perigosas que temos à volta dos órgãos, e que ao continuarem a crescer podem levar a sérios problemas de saúde.

#3 Pode ajudar a acelerar o metabolismo

A maioria da gordura do coco é absorvida diretamente pela circulação sanguínea e rapidamente enviada para o fígado para produzir energia.

#4 Ajuda a reparar o cabelo e a hidratar a pele

O óleo de coco pode serve imensos propósitos que vão além de da cozinha. O óleo de coco pode ser usado para hidratar a pele, pois é rapidamente absorvido, e pode aumentar os níveis de lípidos que precisamos na pele.

E não ficamos pela pele. O óleo de coco tem um efeito protector e reparador do cabelo, e pode ajudar a bloquear os raios UV do sol. Também há quem use como elixir bucal, pois o óleo de coco tem a capacidade de matar bactérias e prevenir o mau hálito.

#5 Promove uma rápida dose de energia

Como foi mencionado anteriormente, o coco oferece uma energia extra e rica em nutrientes.

O coco tem triglicéridos de cadeia média (MCTs), que são excelentes fontes de energia que o corpo não armazena na forma de gordura.

O óleo de coco pode ainda promover o bom funcionamento da tiróide, e prevenir sintomas de fadiga crónica.

BY @MRPROTEIN