- Publicidade -

 

Todos sabemos que o desporto, quando praticado de forma saudável e equilibrada, é uma fonte de benefícios. Mas, e quando as crianças não o querem praticar? Temos de os incentivar, arranjar argumentos, que os ajudem.  Vamos ver alguns desses argumentos:

A importância do exercício físico para as crianças

É mais do que sabido que o exercício físico, quer para os adultos, quer para as crianças, oferece inúmeras vantagens, não só a nível físico, mas também em termos psíquicos e sociais. No que toca aos miúdos, fisicamente, o desporto reduz o risco de doenças cardiovasculares, fortalece ossos, músculos e articulações, e ainda ajuda no combate à obesidade. Mas, e tão importante quanto isso, o desporto ajuda a desenvolver uma autoestima mais elevada, o que tem repercussões importantíssimas na vida de qualquer pessoa. Não esquecer ainda que o desporto (sobretudo o de grupo) permite a realização de contactos sociais, contribuindo para a sensação de pertença a um grupo. E para combater a vontade de ver horas de televisão a fio ou ficar agarrado aos jogos do tablet, há cada vez mais espaços com ofertas variadas de desporto infantil – desde a natação para bebés, ao hip-hop júnior e ao futebol infantil, a dificuldade pode ser efetivamente escolher a modalidade mais indicada para cada criança.

Estimular o funcionamento do cérebro

Qualquer tipo de exercício serve para conduzir infirmações ao sistema nervoso central

O livre-arbítrio

Não imponha nenhuma atividade, pois o seu filho pode não gostar da modalidade. O desporto tem de ser uma motivação, e não uma obrigação. Converse com a criança e deixe-a escolher aquilo que mais gostaria de praticar, dentro de uma listagem de desporto predefinida.

O sabor bom da vitória

Independentemente da modalidade praticada, o desporto permite-nos viver vitórias e conquistas que dão sempre um especial prazer serem conquistadas. Se o seu filho é competitivo e não gosta de perder nem a feijões, este é um argumento de peso: ele vai encontrar na prática desportiva um motivo para provar ser o melhor!

Estimula a curiosidade infantil

Quem prática desporto desenvolve a sua perceção dos sentidos, assim como a consciência de que o próprio corpo é alimentado por movimentos pouco usuais. Trata-se de uma atividade que abre um leque de oportunidades – meninas e meninos podem descobrir, ao praticar desporto, o gosto por outras atividades. Em suma ao praticar desporto pode despertar aptidões, fonte valiosa de conhecimento e amor próprio.

Tantos amigos!

As crianças têm normalmente uma capacidade que nós, adultos, vamos perdendo com o tempo: a de tornarem um perfeito desconhecido no melhor amigo do mundo! Num grupo que pratica desporto é muito provável que se criem amizades fortíssimas – já que todos partilham o mesmo gosto, os mesmos esforços e as mesmas vitórias! A pequenada lá de casa gosta de fazer novas amizades? Então dificilmente fará tantas ao mesmo tempo como no ginásio do bairro!

Ensina a trabalhar em Grupo!

Muitos desportos requerem a interação em grupo. Por ser uma atividade coletiva, também aprimora a convivência em grupo. O sucesso de todos depende do trabalho de cada um. Por isso, é importante aprender a lidar com o colega, aprender a respeitar a opinião dos outros. Fazer desporto também exige comprometimento e dedicação. Os treinos são recorrentes e a criança irá aprender que seu atraso atrapalha o progresso de todo grupo, tornando-se, assim, mais responsável.

Promove o desenvolvimento físico.

 Os praticantes de desposto aprendem a reconhecer os limites do corpo, adquirindo segurança sobre o próprio desempenho. O aluno ganha assim mais elasticidade, equilíbrio, autoconfiança. Em suma melhora a coordenação motora.

Os dias de jogo, os torneios e as competições

Ou seja, os grandes momentos de festa! Quase todas as modalidades desportivas, mesmo as infantis, têm momentos anuais de apresentação pública ou de competição. E isto é uma motivação acrescida para qualquer criança que queira sentir o verdadeiro espírito de equipa e aquele maravilhoso “gostinho” do palco!

Evitar doenças e obesidade

Parece conversa de adultos, mas não é. As crianças são confrontadas com estes temas desde muito pequenas, sobretudo desde a altura em que começam a sua vida escolar. Com os programas televisivos que existem hoje em dia em torno da obesidade, é simples dar-lhes provas reais da importância que o exercício físico tem no combate a este problema. Mostre-lhes o antes e depois de alguns participantes nestes programas e explique que os resultados advieram não só da educação alimentar, mas também da prática de exercício físico.

Seguir os passos do ídolo

O seu filho tem uma verdadeira adoração pelo Cristiano Ronaldo? Então mostre-lhe a paixão com que este super-atleta se dedica ao futebol. Ou as horas que a Violetta dedica ao ténis, se a onda da sua filha for mais a desta cantora! Muitas vezes, a identificação com os ídolos acaba por ser uma motivação extra para se fazer algo a que, até então, não se achava muita graça.

Com estas dicas o difícil não vai ser persuadir o seu filho a praticar desporto, mas antes convencê-lo a escolher apenas uma modalidade!