- Publicidade -

Corrida leve é mais saudável para o coração do que o exercício intenso, é o que sugere um estudo intitulado The Copenhagen City Heart Study, publicado em 2015. Depois de avaliar 1.098 corredores e 3.950 pessoas saudáveis, mas não-atletas por 12 anos, a pesquisa descobriu uma menor taxa de mortalidade entre aqueles que praticavam uma corrida leve, pouco extenuante – e não encontraram diferença na mortalidade entre os corredores de alta intensidade em relação aos sedentários.

O estudo, que analisou horas de corrida, frequência e ritmo de cada um, apontou ainda que a corrida leve parece ser mais efectiva com relação à qualidade e expectativa de vida. De acordo com a pesquisa, realizar treinos pouco extenuantes de três a cinco vezes por semana é capaz de reduzir em 14% o surgimento de doenças do coração.

O segredo, portanto, é o equilíbrio. Os treinos mais intensos podem fazer parte de uma rotina de preparação, sobretudo para atletas que disputam provas mais desgastantes, como maratonas. Mas o corredor deve saber alternar os treinos mais pesados com dias de corrida leve para manter a saúde do coração em dia. E nunca se esqueça dos exames médicos periódicos e preventivos.

Pesquisa sugere que a corrida leve é mais indicada para viver mais e melhor.

Fonte:
Ativo