” Desportivamente em (re)forma”..

0

Depois de alguns sustos, resolvi fazer uma pesquisa sobre a matéria.

o que é a pressão arterial? A pressão arterial é a força com que o sangue circula no interior das artérias do nosso corpo. Sempre que o coração se contrai, lança o sangue com força pelas artérias, para que ele seja distribuído por todo o organismo.

o que é a pressão arterial máxima e mínima? . Quando o coração se contrai, a pressão com que o sangue sai do coração é maior. Esta pressão chama-se sistólica ou máxima. Quando o coração se distende, a pressão no interior das artérias é menor e chama-se pressão arterial diastólica ou mínima.

Serei hipertenso? A hipertensão arterial pode ser diagnosticada com facilidade. Basta medir os valores da pressão arterial com um aparelho chamado esfignanómetro.

A pressão arterial é sempre a mesma? A pressão arterial varia constantemente. Varia ao longo do dia, produzindo-se subidas e descidas. Os níveis mais baixos de pressão arterial ocorrem normalmente durante o sono. Os níveis mais altos surgem durante estados de agitação, stress ou actividade física. Em certas ocasiões, a força com que o sangue circula no nosso organismo aumenta. Diz-se então que existe hipertensão arterial.

Quais as causas da hipertensão arterial? Em 90% dos casos não se sabe exactamente as causas pelas quais a pressão arterial se desequilibra. Eis algumas das causas conhecidas:

– Hereditariedade. As pessoas que têm hipertensos na família devem vigiar a pressão arterial periodicamente, pois têm mais probabilidades de se tornarem hipertensos.

– Excesso de peso

– Bebidas alcoólicas

– Hábitos alimentares inadequados

– Falta de exercício físico

– Doenças renais ou arteriais

– Doenças de algumas glândulas como a tiróide ou as suprarenais

– Consumo de algumas substâncias ou medicamentos

A hipertensão arterial é muito frequente? Em Portugal estima-se que 25 a 30% sofra de hipertensão arterial. Metade dos hipertensos ignoram que o são, apenas 16% deles têm a sua tensão arterial controlada.

Quais os sintomas da hipertensão arterial? Habitualmente a hipertensão arterial não provoca qualquer tipo de sintomas. Há casos em que a pessoa só fica a saber que é hipertenso quando tem um acidente vascular cerebral ou um enfarte.

o que fazer quando se é hipertenso? As pessoas hipertensas podem e devem levar uma vida totalmente normal, devendo evitar os excessos.

Os hipertensos devem:

– Perder peso

– Fazer exercício físico

– Evitar o álcool

– Não fumar

– Evitar o stress

– Procurar o lazer

Que tipo de exercício físico fazer? – Geral – Intensidade moderada- – Musculação (40-60% Freq. Max., 20 a 25 repetições) – Flexibilidade e alongamentos.

Que regras seguir para fazer exercício físico, sabendo-se que é hipertenso? – Aconselhamento médico – Aconselhamento e acompanhamento de licenciado em Educação Física – Fazer uma prova de esforço para saber a intensidade do esforço que pode fazer – Controlar a frequência cardíaca – Em situação de descontrolo da pressão arterial, parar o exercício.

Evitar o álcool

– Os homens não devem ultrapassar o limite diário de 60 mml de bebidas destiladas, 240 mml de vinho ou 720 mml de cerveja.

– As mulheres e os indivíduos de baixo peso, devem ingerir metade destes valores.

– Se não conseguir limitar-se a estas quantidades, deve absterse de bebe

Não fumar

Deixar de fumar deverá ser a primeira medida a seguir pelos hipertensos.

Evitar o Stress

– As causas do stress podem variar, de acordo com o indivíduo.

– O melhor a fazer é, quando possível, identificar o motivo da tensão e eliminá-lo.

– Na sua impossibilidade, deverá procurar encarar a situação com mais ligeireza.

Lazer

Descobrir uma actividade que dê prazer.

– Ler um livro, pintar um quadro, bordar, participar em actividades sociais, etc.

– Investir as energias na actividade que mais lhe agradar. Se algum tem depois de se ter posto em prática estas medidas, não se tiver conseguido uma descida adequada da pressão arterial, torna-se necessário recorrer a medicamentos. Actualmente, existem muitos medicamentos eficazes para reduzir a pressão arterial. Mas apenas o médico deve decidir qual o medicamento mais apropriado para iniciar o tratamento, pois em muitos casos, as pessoas não toleram a medicação. Para a maioria das pessoas, o tratamento precisa de continuar durante toda a vida.