DICAS PARA CORRER NUMA SUBIDA

0
- Publicidade -

Mesmo preparado, é comum que o atleta perca o fôlego, a velocidade e até seja obrigado a caminhar numa subida

A dificuldade vem da sobrecarga cardiovascular que acontece quando se corre com inclinação. Segundo o educador físico Joaquim Ferrari, quanto mais vertical o deslocamento, maior a sobrecarga. Todo o mecanismo de transporte de oxigénio é sobrecarregado, assim como o débito cardíaco. Há também um aumento do componente concêntrico da contração muscular.

Para enfrentar as temidas inclinações, é necessário que o corredor se prepare gradualmente e adapte a musculatura de acordo com seus objectivos.

Confira 6 dicas que podem ajudar a  preparar e encarar  com mais facilidade:

1. Assim como os treinos gerais, os treinos de subida devem ser organizados em função da prova a ser realizada. “Os treinos de subida sempre deixam os corredores mais lentos e isso precisa ser considerado. É interessante, de forma geral, sempre fazer um treino semanal de subida. Com a proximidade de provas, a inclinação pode ser incluída até três vezes por semana no programa”, explica o educador físico.

2. Prefira treinar ao ar livre. O treino na rua é sempre mais parecido com o que vai ser encontrado na prova e tem um gasto superior à corrida na passadeira, além da presença de resistência aerodinâmica.

3. A adaptação às novas sobrecargas pode levar de dois a três meses para acontecer. “A inclusão deve ser gradativa não só quanto ao volume, mas também quanto à intensidade e frequência dos treinos”, aconselha Joaquim.

4. Antes da prova, hidrate-se e alimente-se bem. Vale apostar em suplementos energéticos como isotónico e gel de carboidratos.

5. Na subida, deixe a passada mais curta e mantenha o ritmo para poupar energia. Com a mesma velocidade o corpo tende a não apresentar grandes oscilações energéticas. 

6. Evite olhar para o chão e mantenha o corpo projetado para a frente. O desgaste psicológico pode ser tão prejudicial quanto o físico.