Distensão dos Glúteos

0

 

As lesões convivem diariamente com os atletas do pelotão Raros são aqueles que conseguem passar incólume ano seguido. Divulgamos um interessante artigo sobre a chamada ruptura ou estiramento dos músculos glúteos.

O que é a distensão da musculatura glútea?

Os músculos glúteos são os músculos que formam a nádegas; uma distensão glútea significa que esses músculos sofreram rutura ou estiramento das suas fibras.

Como ocorre?

Ocorre frequentemente durante a corrida (com ou sem obstáculos), o salto e a dança.

Quais são os sintomas?

Dor na nádega ao subir e descer escadas, ao sentar e ao movimentar a perna para trás.

Como é diagnosticada?

o médico examinará o quadril, as nádegas e as pernas à procura de sensibilidade nos músculos glúteos.

Como é tratada?

O tratamento pode incluir:

• Aplicação de compressas de gelo, por 20 a 30 minutos, sendo que a cada oito minutos de gelo deve-se fazer uma pausa de três minutos.
Pode ser feita a cada três ou quatro horas, por dois ou três dias, ou até que a dor desapareça,
• Administração de medicamentos anti-inflamatórios.
• Fisioterapia.

Durante a recuperação da lesão, o desporto ou a (actividade) realizados anteriormente à lesão, deverão ser mudados para que não piore a lesão. Por exemplo: nadar ao contrário de correr.

Quando retornar ao desporto ou à actividade?

O objetivo da reabilitação é que o retomo do paciente ao desporto ou à atividade aconteça o mais breve e seguramente possível. O retomo precoce poderá agravar a lesão, o que pode levar a um dano permanente. Todos recuperam de lesões em velocidades diferentes por isso, para retomar ao desporto ou à atividade, não existe um tempo exacto, mas quanto antes o médico for consultado, melhor.

O retomo ao desporto ou à actividade acontecerá, com segurança, quando os itens listados abaixo forem realizados, progressivamente:

• Possuir total alcance de movimento do lado lesionado, em comparação ao não lesionado;
• Possuir total força do lado lesionado, em comparação ao não lesionado;
• Correr em linha recta, sem (sentir) dor ou coxear;
• Correr em linha recta, a toda a velocidade, sem sentir dor ou coxear;
• Fazer viragens bruscas a 45°;
• Fazer viragens bruscas a 90°;
• Fazer o “8” com 18 metros;
• Fazer o “8” com 9 metros;
• Pular com ambas as pernas e depois, somente com a perna lesionada, sem sentir dor.

Como evitar a distensão glútea?
A melhor maneira de evitá-la é aquecendo e alongando adequadamente antes e depois de realizar as actividades.
Exercícios de reabilitação para a distensão glútea: Os exercícios a seguir são apenas um guia do tratamento básico, por isso o paciente deve fazer o
tratamento acompanhado de um fisioterapeuta, para que o programa seja personalizado. Esses exercícios podem ser realizados desde que a dor aguda não esteja mais presente e devem ser progressivos.