- Publicidade -

O instituto Nacional de Cardiologia Preventiva propõe a adopção de 12 medidas para uma alimentação saudável:

1.Escolha uma dieta nutritiva baseada numa variedade de alimentos, de natureza mais vegetal do que animal.

2.Coma pão, leguminosas secas e cereais, massas, arroz e batatas, várias vezes ao dia.

3.Escolha uma variedade de vegetais e de frutos, várias vezes por dia, de preferência frescos, e de origem local.

4.Mantenha o peso dentro dos limites recomendados (índice de massa corporal entre 20 e 25), praticando níveis moderados de actividade física, se possível todos os dias.

5.Controle a ingestão de gordura (não mais do que 30% das calorias totais) e substitua a maior parte das gorduras saturadas por óleos vegetais insaturados ou margarinas moles.

6.Substitua as carnes gordas e os produtos com carnes gordas por feijões, legumes, lentilhas, peixe, frango ou outras carnes magras.

7.Use leite e seus derivados, magros e com pouco sal.

8.Escolha alimentos com pouco açúcar, evite o açúcar refinado e limite a frequência de bebidas doces e guloseimas.

9.Coma pouco sal; a quantidade total de sal por dia não deve exceder uma colher de chá, incluindo o sal do pão e dos alimentos preparados, curados ou enlatados.

10.Se consumir bebidas alcoólicas, não exceda duas doses por dia (por exemplo, dois decilitros de vinho ou uma cerveja).

11.Prepare os alimentos de forma segura e higiénica, cozendo-os em água ou vapor, ou grelhando-os, por forma a reduzir a gordura usada na confecção.

12.Promova o aleitamento materno como único alimento nos primeiros seis meses de vida do bebé.