- Publicidade -

Deve aprender a correr sozinho e a desfrutar sozinho dos prazeres do running, mas não há dúvida que, para muitos, correr acompanhado é muito mais fácil. E, neste sentido, os grupos de corrida ou as crews são a sua melhor opção. E a explicação é simples! Porque nem sempre o nosso grupo mais próximo de amigos está disponível para nos acompanhar em mais um treino diário, no caso das crews, porque geralmente são constituídas por muitos participantes, há sempre alguém disponível para o acompanhar para correr mais meia dúzia de quilómetros.

Depois de correr sempre sozinho, quando treinar em grupo verá que os quilómetros passam muito mais depressa. Se já corre em grupo, o treino pode mesmo tornar-se numa competição saudável ou, pelo contrário, um grupo pode ir numa passada excessiva para si. Portanto, o bom é procurar um grupo que tenham as distâncias de treino predefinidas para que se possa juntar ao que melhor estiver relacionado com a sua capacidade.

Todos os treinos devem ter um objetivo. Se se trata de correr a um ritmo tranquilo, mas é excessivo para si, terá mais probabilidades de se lesionar. Até os corredores sem problemas clínicos podem terminar os treinos completamente esgotados, o que afeta a qualidade do treino nos dias de maior intensidade.

Se o grupo treinar demasiado rápido, sugerimos-lhe que trace objetivos específicos. Se nos primeiros treinos se aperceber de algum colega que treina mais ou menos ao seu ritmo, junte-se a ele(a). Os corredores mais lentos são uma boa companhia para os treinos a ritmo suave. Isso evitará uma passada excessiva.