Espanhol perde chance de correr Maratona de Nova Iorque por falsificar dorsal

0
- Publicidade -

Concurso da New Balance realizado em Sevilha com desfecho insólito

À margem da Maratona de Sevilha, prova a qual patrocina há vários anos, a New Balance levou a cabo um sorteio ‘apetitoso’ para grande parte dos corredores: quem corresse aquela maratona com sapatilhas da marca – e o comprovasse no final da prova – ficaria automaticamente habilitado a ganhar uma viagem para duas pessoas, com tudo incluído, para correr a Maratona de Nova Iorque. Era o sonho de qualquer corredor…

Foram pouco mais de 700 os candidatos, mas quis o destino que o sorteio escolhesse um concorrente… batoteiro. Tudo porque, segundo aponta a organização, o dorsal vencedor (03036) foi utilizado por três pessoas diferentes ao longo do percurso, todos com tempos diferentes na passagem da meta: 3:21, 3:35 e 3:58.

Basicamente, o titular do dorsal decidiu permitir que o mesmo fosse fotocopiado e utilizado por outras pessoas em prova, o que naturalmente é contra o regulamento e leva de imediato à desqualificação. O problema aqui é que não se tratou apenas da desqualificação, mas também da perda da chance de correr a maratona dos sonhos de muitos corredores… com tudo pago!

Fonte:

record.pt