- Publicidade -

O que aprende nos dias mais difíceis pode prepará-lo para o sucesso no futuro.  NÃO IMPORTA se está a treinar para uma prova ou se simplesmente quer ficar em forma.

A verdade é que há dias melhores e dias piores quando sai para correr. E ainda existem os dias que parecem colocar à prova a sua determinação para treinar. As dificuldades com que se pode deparar são o cansaço, problemas intestinais ou estar a chover torrencialmente.

Mas acredite, estas adversidades aparecem para deixá-lo mais preparado para futuros treinos e para muitas provas, que possuam condições específicas. Não interessa o que o destino reserva-lhe. Saiba como enfrentar este tipo de situações.

DESCONFORTO GASTROINTESTINAL

Provavelmente já ouviu histó- rias de idas apressadas a casas de banho públicas enquanto se está a correr. Na verdade, várias pesquisas mostram que até 50% dos atletas de desportos de resistência se queixam de problemas estomacais.

SOBREVIVA Este tipo de problemas geralmente começa com desidratação ou desequilíbrio de eletrólitos (sais minerais). Se sentir um desconforto, faça uma pausa para caminhar e beba um pouco de água ou de outra bebida energética, aconselha a treinadora norte-americana Janet Hamilton. Em caso de diarreia, corra para a casa de banho mais próxima e, se decidir continuar a treinar, retome o ritmo gradualmente e mantenha-se hidratado. Mas, se chegar a vomitar e estiver sempre a parar para ir à casa de banho, o melhor é mesmo parar de correr.

APRENDA É possível que precise de ingerir mais água ou outro tipo de bebidas energéticas. “Alguns dos meus atletas consomem pastilhas de eletrólitos antes do treino e dizem que isso ajuda a prevenir a diarreia”, afirma Janet. Pense se não comeu nada novo ou incomum nas últimas 48 horas e, da próxima vez, evite os alimentos que provoquem este tipo de ocorrências

MAU TEMPO

Antes de ir treinar, se o céu estiver carregado de nuvens ou sentir que o vento começa a aumentar de intensidade no que respeita a rajadas, tem duas opções: sair e esperar que as condições climatéricas melhorem ou, simplesmente, adiar o treino. Mas tenha em atenção o seguinte: se decidir ir correr deverá estar preparado para enfrentar condições semelhantes às de uma prova em que esteja inscrito, o que poder ser ótimo para o seu treino.

SOBREVIVA No caso de ser perigoso sair de casa – ventos muito fortes, relâmpagos, calor ou frio extremos -, adie o treino ou aproveite e execute alguns exercícios em casa. Mas se já tiver uma prova programada, corra conforme o plano delineado. “Um treino nestas condições pode ajudá-lo a ajustar o ritmo ou a decidir o que vestir no dia da competição”, diz Janet. Por exemplo, usar uma viseira impede que a água entre nos olhos, e vestir roupas mais justas reduz a desaceleração em dias de vento forte e o risco de assaduras em dias chuvosos.

APRENDA Se for participar numa I corrida durante o fim de semana, verifique a previsão do tempo na quinta-feira anterior. Desta forma poderá antecipar-se ao que irá vestir e usar no dia da prova.

PERNAS CANSADAS

Se estiver” aumentar o número de quilómetros ou a fazer treinos mais intensos, provavelmente sentirá as pernas pesadas, uma vez que o corpo ainda se está a adaptar. Nunca se esqueça de descansar um dia entre dois de treino mais duros .:

SOBREVIVA Repense o percurso: um treino mais curto ao invés de uma corrida mais longa poderá evitar que fique cansado e exausto. Diminua o ritmo durante alguns minutos – caminhe se for preciso – antes de voltar a acelerar novamente. Ainda se sente cansado? Ingira um gel e beba água para que em poucos minutos comecem a sentir mais energia e um novo fulgor no seu treino. Se, depois de 15 minutos, não notar melhoras, é aconselhável que pare antes que se possa lesionar com gravidade. Se se estiver a preparar para uma prova ou não quiser deixar de fazer esse treino, tente de novo no dia seguinte.

APRENDA Descubra por que se sentiu mal. Stress, falta de sono, alimentação inadequada, doença iminente e desidratação influenciam os seus níveis de energia. Se não conseguir entender o motivo e continuar a arrastar-se enquanto treina, consulte o seu médico para despistar problemas como a anemia ou a tireoide.

PRECISA DE MOTIVAÇÃO?4 dicas para nunca desistir

MUDE DE AMBIENTE Nos treinos longos explore novos percursos: talvez um parque ou circuito que não conheça. Se for participar numa prova local.

PROGRAME MAIS TREINOS Em vez do treino longo a meio da semana, execute um plano mais específico: da mesma forma que toma o pequeno-almoço e faz os habituais recados diários.

PRESENTEIE-SE Comer uma pizza ou ir ao cinema soa-lhe bem certo? De vez em quando é bom usufruir de momentos tão simples como estes. Ficará com mais força no seu pró- ximo treino.

COMPROMETA-SE Combine treinar com um amigo a uma determinada hora. Os compromissos vão impedi-lo de estar sempre com a desculpa de não poder ir correr por falta de tempo.