- Publicidade -

O Gerês Trail Adventure 2015 foi a minha primeira experiência em provas por etapas sendo composta por 4 etapas em 4 dias. O objectivo seria testar a minha recuperação da lesão que me atormentou durante alguns meses e aproveitar para passear e conhecer sítios magníficos.

Assim no dia 29 de Abril parti com destino à vila do Gerês, primeira paragem foi em Braga para visitar o Santuário de Nossa Senhora do Sameiro e o Santuário do Bom Jesus, chegando à vila do Gerês passei no hotel para fazer o check-in seguindo se de um passeio a pé pela vila.

No dia 30 de Abril dia da primeira etapa que era nocturna com cerca de 14km, mas até a noite ainda deu tempo para visitar algumas belezas naturais do Gerês apesar do tempo não ser o melhor para poder admirar as belas paisagens mesmo assim visitei a Pedra Bela e a cascata do Arado regressando a vila para almoçar e levantar os dorsais a partir das 16h onde encontrei alguns amigos para metermos a conversa em dia. A partida da primeira etapa estava marcada para as 21h para todos os atletas das várias distâncias, a etapa teve cerca de 14km num misto de alcatrão, trilhos e escadas (foram muitos degraus eu não os contei até porque se o fizesse o mais provável era perder-me na conta J tive amigos que contaram mais de 1400 degraus) apesar da chuva na meta havia uma multidão a aguardar e a incentivar a chegada dos atletas. Depois da etapa debaixo de alguma chuva soube bem o banho quente e a “Pasta Party” a cargo dos excelentes cozinheiros “Milaneza” seguindo se o merecido descanso porque no dia seguinte a etapa tinha início logo pela manha.

A etapa 2 teve início as 10h na Vila do Gerês tinha a extensão de 16km e terminava em Fafião. Esta etapa foi um pouco mais dura para começar 5km a subir seguindo-se de uma descida técnica e passagem pela Cascata do Arado e por outros sítios fantásticos terminado a etapa numa pequena aldeia histórica, onde fomos muito bem recebidos pelos seus habitantes e pelos membro da organização da prova onde podíamos tomar banho e tínhamos um banquete a nossa espera Presunto, pão, chouriço,  uma massa deliciosa e fruta e acompanhado por um grupo de musica tradicional. Depois foi o regresso de autocarro à Vila do Gerês eu gostei muito mais da viagem de ida do que o regresso mas o corpo estava a precisar de descanso e no dia seguinte seria a etapa mais longa da prova.

Na etapa 3, o dia que todos temiam eram 27km com 2 subidas muito durinhas… A partida foi por volta das 10h e para aquecermos tivemos como presente uma subida de 4,5km seguindo-se de uma descida técnica passagem por estradas romanas e pela Barragem de Vilarinho das Furnas aí o tempo abriu e deu para apreciar e desfrutar das belas paisagens que a Serra do Gerês tem para nos oferecer e para nos preparamos para a ultima grande dificuldade do dia a subida à Fenda da Calcedónia, um trilho muito técnico e duro terminando com a passagem numa pequena gruta, depois dessa subida ressenti-me as pernas já não queriam correr mas fui em esforço até ao ultimo abastecimento onde estava o Carlos Sá a incentivar todos os atletas que por lá passavam tanto nesta etapa como em todas as outras é de louvar a entrega e dedicação tanto dele como dos restantes elementos da organização. Depois do abastecimento foi voltar a descer até a meta cerca de 4,5km para ter direito ao merecido descanso. No final havia uma multidão a aguardar os atletas chegarem até porque nesse dia o tempo estava excelente finalmente. À noite o regresso a tenda para mais uma “Pasta Party” e uma excelente palestra para terminar a ouvir os melhores do mundo a elogiar a prova.

Quarta e ultima etapa onde todos os atletas das várias distâncias (70, 130 e 280 km) partiam novamente juntos os primeiros 10km muitos duros ou seria por já não ter pernas para os fazer foi a etapa que mais me custou provavelmente devido ao cansaço acumulado dos 3 dias anteriores. Foi uma etapa muito molhada a chuva nunca deu tréguas mas mesmo assim houve sempre muitas pessoas durante o percurso a apoiar, incentivar e a fotografar os atletas chegando ao fim tínhamos o abastecimento final e a entrega das medalhas de participação personalizadas e o prémio de finisher depois de um banho bem quente fui à tenda a entrega dos prémios parabéns aos todos os vencedores assim como todos os atletas que participaram é um orgulho terminar uma prova desta dimensão. Para finalizar a grande festa final houve o almoço onde se poderia comer uma sopa deliciosa e uma bifana acompanhada de sumo, agua ou cerveja para sobremesa havia fruta e estava tudo muito bom e para finalizar em grande houve a actuação do rancho folclórico onde houve oportunidade de dançar a todos os atletas ou os atletas que ainda tivessem pernas para isso…

Foram 3 dias inesquecíveis, a percorrer trilhos na maravilhosa Serra do Gerês e na companhia de muitos amigos.

Para terminar quero agradecer a todos os elementos da organização pelo seu esforço para que tudo corresse bem e pelo excelente evento de trail que conseguiram proporcionar a todos que participaram são um exemplo a seguir a todos os níveis. A todos o meu muito OBRIGADO!!!

João Diogo