SKECHERS - LISBOA ROCK AND ROLL MARATONA, Treino AMC/SKECHERS, Lisboa, Portugal, 17 de Outubro de 2015 Photo : Agenciazero.net
- Publicidade -

O número de pessoas que adere ao running é cada vez maior, assim como a variedade e frequência de provas nas várias cidades mundiais. O espírito de competição (e de concretização) leva muitas pessoas a intensificarem os treinos e a procurarem obter melhores tempos e maiores distâncias.

Mas, porque é que a corrida provoca tantas lesões?

Segundo os mais recentes estudos, diz o The Wall Stree Journal, são vários os fatores que podem provocar lesões em corredores: o tipo de passada, o calçado, o piso, o peso, a postura, a dieta, etc. Mas há um motivo que sobressai ainda mais: o impacto do embate do pé no chão, isto é, quando o calcanhar entra em contacto com o chão.

A conclusão surgiu depois de terem analisado uma série de corredoras de longa data com e sem lesões no seu histórico desportivo.

Ao longo de dois anos, os cientistas avaliaram a forma como as mulheres corriam e compararam os níveis e quantidades de lesões. Assim que cruzaram os dados, concluíram que as corredoras que tinham o pé mais leve – isto é, que não exercem um forte impacto no chão ao correr e não chegam (quase) a usar o calcanhar – eram as que menos lesões sofriam (algumas delas nunca tinham tido, sequer, uma lesão).

O impacto do pé na corrida é, por si só, um motivo de alerta, mas depende de outros fatores relacionados com esta modalidade, como o peso, a postura e o tipo de calçado – que pode interferir com a passada.