Massagem desportiva na competição

0

A massagem é uma das mais antigas formas de terapia e um método fundamental no alívio da dor, relaxamento, estimulação e recuperação muscular, quer a nível preventivo, terapêutico ou desportivoUm dos primeiros registos da palavra massagem e da descrição da sua aplicação foi descoberto em textos provenientes da antiga Mesopotâmia, num livro escrito em sumério e acádico, intitulado Mushu’u (que significa massagens).

Outra das referências mais antigas remonta a 3000 a.C, na China, ao livro “The Cong-Fou of the Tao-Tse.

Os Chineses, em 1800 a.C. reconheciam que a arte de friccionar o corpo adequadamente, podia conduzir a uma melhoria significativa, até à cura, acabando por incluír essa técnica na medicina chinesa e aprimorando-a até aos nossos dias.

Na Índia é praticada há cerca de 7 mil anos. Um dos mais antigos sistemas medicinais da humanidade, a massagem Ayurvédica (reconhecida pela Organização Mundial de Saúde), continua a ser a medicina oficial na Índia e tem-se difundido por todo o mundo como uma técnica eficaz de medicina tradicional, sendo intensamente praticada por psicólogos e fisioterapeutas. Considerada como a mãe da medicina, os seus princípios e estudos foram a base para o desenvolvimento da medicina tradicional chinesa, árabe, romana e grega.

Em 326 a.C. os Gregos aprenderam a massagem Ayurvédica a partir da Índia.

Médicos da Roma e da Grécia antigas, como Hipócrates – o pai da medicina – e Galeno usavam a massagem como uma das suas armas terapêuticas, principalmente na área de preparação desportiva e tratamentos físicos.

Os gregos usavam a massagem nas Olimpíadas para aliviar dores e aumentar a recuperação muscular dos atletas (apoterapia).Sabiamque ao amassar a muscular de uma atleta, este recuperava rapidamente do cansaço ou de uma lesão causada pela atividade desportiva.

O primeiro relato de manipulação conhecido foi feito por Hipócrates (460-355 a.C.).

No séc. VI, através da Coreia, os conhecimentos Chineses são introduzidos no Japão dando origem ao desenvolvimento do Shiatsu.

Na Europa do século XIX, na Suécia, o esgrimista Per Henrik Ling cria o Real Instituto de Ginástica, desenvolve técnicas de tratamento para problemas músculo-esqueléticos e sistematiza e publica um conjunto de trabalhos sobre a massagem.

Formas de atuação(descrição)

O Desportista Profissional e Amador

O desporto, quer a nível profissional, quer a nível amador é reconhecido como uma actividade de extrema importância e vêm sendo praticado por um número crescente de amantes do exercício físico, da qualidade de vida e do bem-estar.

No entanto, como qualquer actividade, se não for executada dentro de determinadas condições, pode originar alguns problemas, nomeadamente de ordem músculo-esquelética.

A nível da alta competição, estes cuidados estão assegurados por profissionais de várias áreas, do médico desportivo passado pelo terapeuta e terminando no técnico massagista.

Os maiores problemas ocorrem a nível dos praticantes amadores, quer seja por puro desconhecimento, por simples desleixo ou, na maior parte dos casos, por não terem ou não saberem a quem recorrer de modo a preencherem esta lacuna vital na sua actividade desportiva.

No entanto, alguns dos fatores de risco estão também presentes na área da alta competição, principalmente pela falta de tempo e empenho do atleta na inclusão da massagem desportiva como uma rotina do seu plano de preparação, competição e recuperação.

O que é a Massagem Desportiva

 Se pensarmos na atividade de um atleta, do treino à competição e durante esta, verificamos que existem necessidades e formas de atuação próprias para cada um destes momentos.

Com o objetivo de preparar, manter e recuperar os atletas para a prática desportiva, foram desenvolvidas técnicas e metodologias específicas que resultaram na criação da Massagem Desportiva.

É então composta por um conjunto de técnicas de manipulação das estruturas músculo-esquelécticas, usando conceitos comuns à Quiromassagem, mas com incidência particular em zonas corporais cruciais à actividade desportiva do atleta, adicionando características específicas reforçadas quer a nível da pressão exercida e da localização, velocidade de execução e intensidade, quer ainda recorrendo a mobilizações e alongamentos como complemento essencial.

Existe assim, uma maior incidência na localização, vigor e dinâmica.

Cada atleta e cada modalidade tem o seu ciclo próprio e a sua especificidade, nomeadamente quanto aos grupos musculares mais utilizados. Isto significa que a massagem deverá estar adaptada a cada caso.

Como parte integrante na recuperação do atleta deve ainda referir-se o recurso ao uso do frio e do calor, principalmente no dia seguinte à competição, sendo neste caso muito utilizado o chamado Banho de Contraste que se deve iniciar com calor, alternando depois com o banho frio com gelo numa sequência que termina com um banho morno de 5 minutos.

Segue-se então a massagem e finaliza-se com Técnicas Especiais de Cinesoterapia, vulgo  mobilizações.

Explicação da Atuação

É consensual dividir-se a Massagem Desportiva em

Massagem Pré-evento (Preparação)
Massagem Inter-evento (Preparação e Recuperação)
Massagem Pós-evento (Recuperação)
Massagem de Tratamento (Reabilitação)
Massagem de Manutenção 

Massagem Pré-evento

É usada como um suplemento para a fase de aquecimento pois melhora a circulação e reduz o excesso de tensão tanto mental como dos músculos. Melhora também a flexibilidade dos tecidos e prepara o atleta para sua performance máxima.

Através da massagem vigorosa e localizada por grupos musculares, das pressões, mobilizações e alongamentos, visa prevenir lesões bem como aumentar o nível competitivo (performance) do atleta ao colocar a estrutura músculo-esquelética num patamar de optimização superior, por estimulação da produção de adrenalina, libertação da fáscia e outras estruturas do tecido conjuntivo, aumento da circulação sanguínea (hiperemia) com inerente aumento da oxigenação celular, redução da tensão/tónus muscular e ainda providenciando mais sentido cinestésico que ajude a criar uma atitude positiva no atleta, preparando-o para a competição.

Se a massagem for feita muito próximo da prova, deverá ser de 10 a 15 minutos, rápida e vigorosa pois o efeito sedativo é totalmente contraindicado. Também deverá terminar pelo menos a cerca de 30 minutos do início da competição.

Massagem Inter-evento

Deve ser observada a existência de áreas de tensão excessiva as quais devem ser objecto de manipulação no sentido da sua eliminação. Ajuda à circulação linfática uma vez que esta pode acelerar o processo de recuperação.

Visa ainda recuperar rapidamente o atleta do esforço dispendido ao mesmo tempo que se prepara para novo ciclo de sobrecarga muscular, mantendo toda a amplitude de movimento e potência muscular.

Concentra-se apenas em grupos musculares/áreas corporais mais solicitadas no exercício da modalidade.

Deve ser também uma massagem curta de 5 a 10 minutos.

Tal como na massagem pré-evento, o efeito sedativo é totalmente contraindicado.

Massagem Pós-evento

Atua na descompressão, reduzindo os espasmos musculares,devolve a flexibilidade, liberta os produtos criados pelo metabolismo durante a competição, promove o alcance normal do tónus e alongamento muscular, acelera o processo de recuperação do esforço e fadiga,facilita a circulação sanguínea e linfática, melhora o retorno dos atletas aos altos níveis de treino e reduz o risco de lesões.

Recupera as estruturas sobrecarregadas, cria as condições ideais à reconstrução proteica do tecido muscular desgastado e reabilita no caso da existência de lesões produzidas por acidentes desportivos. Nas mobilizações restabelece o movimento articular e providencia o alongamento dos tecidos moles.

Adicionalmente repõem-se os níveis de óxigénio, facilita-se a drenagem venosa e linfática, reciclam-se os sub-produtos metabólicos, reduz-se a tensão/tónus muscular e devolve-se a flexibilidade.

Era consensualmente aceite que ajudava também à eliminação do àcido lático, produzido durante o esforço e usado como fonte de produção de energia aeróbica pelo tecido muscular. No entanto, estudos recentes demonstram que a eliminação de àcido lático pela massagem é residual. Ainda assim, várias tóxinas são drenadas para o sistema linfático durante a massagem e posteriormente recicladas ou eliminadas pelo organismo, podendo por isso dizer-se que a massagem é também um princípio activo neste processo.

Para eliminar a possibilidade de rigidez muscular tardia e trazer mais proveito ao atleta, é aconselhável ser aplicada num período curto após a prova, sendo o ideal cerca de 2 horas depois.

 Massagem de Tratamento/Terapêutica

Ocorre em regra em caso de lesão, situação na qual o acompanhamento por um médico fisioterapeuta é imprescindível para o correto diagnóstico da patologia em causa e para orientação das técnicas de massagem de recuperação a executar, sendo que o tratamento fisioterapeutico será, com toda a certeza, necessário antes da fase de recuperação através da massagem, pois poderá ser necessário o uso de outros meios de intervenção suplementar, nomeadamente, laser, ultra-sons, correntes, termoterapia/crioterapia, etc.

Na fase de tratamento a massagem tem como objectivo principal ajudar à rápida reabilitação do atleta, assegurando um correto processo fisiológico evolutivo de forma a encurtar o tempo de retorno à atividade.

Ainda nesta fase é dada especial atenção às técnicas mio-fasciais, à orientação dos tecidos moles e à forma de aplicação da técnica de massagem. A circulação linfática deve ser tida em consideração e a sua técnica adicionada de forma a reduzir e eliminar com maior sucesso o edema.

Massagem de Manutenção

A fase de manutenção, aquela que por vezes o atleta descura mais, pretende manter a performance, minimizar o desgastemuscular, flexibilizar e tonificar, sempre orientado para a manutenção do equilibrio músculo-esquelético.

Minimiza os efeitos negativos dos movimentos de repetição, tratando as áreas de tensão. É dada particular atenção às aréas de inserção, tendões, ligamentos, ligações mio-tendinosas e estruturas mio-fasciais.

Os efeitos da massagem em regra são graduais e cumulativos e a Massagem de Manutenção obedece a esse mesmo princípio. A rotina de massagem acaba por conseguir reduzir a hipertonicidade e o espasmo muscular, alongar e libertar tecido conjuntivo nas áreas de stress, potenciar a flexibilidade e a amplitude do movimento e diminuir a rigidez e os efeitos causados pelo rompimento das estruturas musculares associadas ao esforço intenso.

Um atleta que treina 5 dias por semana e compete regularmente deverá receber uma massagem uma vez por semana (corpo inteiro).

Em semanas de treino intenso é benéfico que receba 3 sessões de massagem localizada.

A massagem desportiva funciona na perfeição para todas pessoas que fazem algum tipo de desporto, seja como profissão, hobby ou prática amadora. Por exemplo, no caso das pessoas que regularmente frequentam um ginásio é fortemente recomendada como um complemento ao treino e é altamente indicada para evitar lesões musculares, recuperar e preparar o corpo para o esforço produzido pela actividade física.

Efeitos

O efeito da massagem é imediato. No entanto, como referido anteriormente, apenas uma rotina de continuidade trará benefícios de caráter permanente.

Benefícios

Dos vários benefícios, podemos destacar os seguintes:

·         Diminui o risco de lesão muscular e tendinosa
·         Promove a recuperação de lesões
·         Promove a recuperação da fadiga muscular
·         Rompe aderências
·         Reduz o espasmo muscular
·         Tonifica o tecido muscular
·         Melhora a mobilidade articular
·         Aumenta o fluxo sanguíneo
·         Estimula o processo de cicatrização
·         Melhora a consistência do treino
·         Aumenta a confiança
·         Permite maior longevidade na prática da modalidade

Vantagens

Todos os atletas desejam aumentar as suas performances desportivas. Para conseguirem os melhores resultados, seguem um plano de treino rigoroso que faça aumentar as suas capacidades e habilidades, como a força, resistência e velocidade.

No entanto, o aumento dos níveis dos treinos aumentam também a probabilidade de ocorrência de lesões musculares que, por vezes impedem a competição durante meses e em casos mais graves podem mesmo impedir a continuidade do atleta.

Por isso, um dos maiores benefícios reside na prevenção para o atleta na sua prática desportiva de modo a evitar qualquer tipo de lesão músculo-esquelética. Caso ocorram, o tratamento de lesões consiste noutro resultado positivo oferecido pela massagem.

No entanto, são diversos os benefícios que o atleta pode ter e que de forma indireta contribuem para a melhoria do seu estado geral e da sua performance em particular:

 

        Tratamento de lesões musculares
        Aumenta a circulação e ajuda a eliminar toxinas
        Estimula o movimento dos fluídos linfáticos
        Estimula a produção de adrenalina
        Aquece os tecidos do corpo
        Aumento do desempenho do atleta
        Evitar a fadiga muscular
        Diminui a tensão e rigidez muscular
        Aumenta a flexibilidade e melhora os movimentos articulares
        Promove maior concentração
        Estimula o processo de cicatrização 

Objetivos

É uma massagem específica para aliviar as tensões musculares e as inflamações dos músculos depois dos eventos desportivos. É também muito utilizada para aquecer e relaxar os músculos antes das provas, seja em atletas amadores ou de alta competição.

Quem faz exercícios em ginásio, por exemplo, para ganhar força muscular ou se sentir melhor, deve ter a noção que o descanso entre os períodos de esforço físico é muito importante. Sem ele, a musculatura não tem hipótese para se fortalecer. Quem treina demais e não tem períodos de descanso, tem muito maior risco de lesões na musculatura, nos tendões e no esqueleto. As dores nas articulações podem aumentar. Para ter um ótimo treino, é necessário descansar os músculos.

Se o atleta não tem tempo suficiente para recuperar a musculatura, precisa de um auxílio complementar, como aquecimentos prolongados antes dos treinos, alongamentos ou massagem.

A massagem desportiva usa muitos alongamentos terapêuticos com a finalidade de esticar as fibras musculares para o tamanho normal. O alongamento pode ser feito com um grupo de músculos ou isoladamente para um ou dois músculos que precisam de maior atenção. A massagem é sempre indicada como auxílio para o alongamento, porque muitas vezes as contraturas musculares ou a rigidez geral impedem o movimento.

É normalmente uma massagem personalizada para cada atleta, considerando o desporto praticado, as patologias afetas ao atleta ou à sua área de atuação, a intensidade desportiva (calendário desportivo), a existência de historial médico associado e o estado das estruturas músculo-esqueléticas.

Treino Muscular Excessivo

Quando um atleta aumenta a sua rotina de treino, quase sempre utiliza os músculos de forma exaustiva, causando stress nos tecidos musculares.

Um dos problemas é que estes atletas, com a ânsia de melhorarem, ignoram as dores musculares, o que é um erro completo, porque estas dores musculares iniciais podem transformar-se em lesões graves que podem até acabar com uma carreira.

Quanto mais ignorarem uma lesão, mais susceptíveis ficam para novas lesões e dores musculares.

Fazer a Massagem Desportiva

Uma das formas de encorajar os músculos a recuperarem após o treino é através da massagem desportiva, porque alivia todas as tensões e acelera a reconstrução das fibras musculares. Com isto o sangue e oxigénio podem voltar aos músculos e fazer uma reparação eficaz dos tecidos musculares, originando músculos mais fortes e resistentes.

Por isso é que as massagens desportivas são tão utilizadas em alta competição, já que ajudam os atletas a prevenirem lesões por utilização muscular excessiva.

Mass Body–Massagem Desportiva, Relaxamento e Terapêutica                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                 
massbody@hotmail.com
www.massbody.pt