- Publicidade -

Aquela combinação de movimentos exagerados, feitos por atletas antes de uma competição, que misturam saltos e elevações de joelhos e calcanhares, podem parecer estranhos, mas não são feitos apenas para aquecer músculos e articulações.

Eles fazem parte dos chamados exercícios educativos, que ajudam o atleta a conquistar uma passada cada vez mais ritmada e equilibrada.

“As passadas são muito importantes na corrida, pois é o que determina o ritmo da prova, pois se ele tiver uma freqüência boa, poderá mantê-la durante todo o percurso”.

Correr com as pontas dos pés ou tocando os calcanhares primeiro no solo pode gerar lesões e até brecar o movimento, tornando mais lento, o que acarreta uma queda no desempenho.

Mas como é a passada perfeita? “A passada certa é aquela que respeita a flexibilidade do atleta, mantém o braço coordenado e o tronco projetado mais a frente, além de coordenar amplitude e velocidade em sincronismo, buscando sempre o ponto horizontal e não vertical”.

Freqüência e amplitude

As características principais que devem ser consideradas em uma passada são a freqüência e a amplitude, mas é preciso seguir os seus limites e deixar que a prática torne o movimento cada vez mais natural. “Quanto maior é a amplitude, maior será o gasto energético.

Por isso, não adianta aumentar muito a amplitude da passada e perder a mecânica correta do movimento, como, por exemplo, esticar demais a perna à frente, girar o quadril ou apoiar as passadas com o calcanhar freando o movimento. É mais fácil melhorar a freqüência de passadas do que a amplitude”.

Confira a descrição de alguns educativos para melhorar a passada. Os exercícios devem ser feitos em uma dou duas séries antes do treino principal: 

:: Saltitos sem deslocamento

Descrição: mantendo os joelhos semi-flexionados, impulsione o corpo verticalmente e aterrize sobre o metatarso, a parte do meio para frente do pé.

:: Saltito tocando a parte medial dos pés com a mão sem deslocamento

Descrição: repita a ação do exercício anterior e conduza um dos pés até a mão oposta.

:: Trocas de apoio

Descrição: sem deslocar-se, realize a troca de apoio de uma perna para a outra, mantendo o tornozelo em uma linha reta sob o quadril.

:: Troca de apoio com deslocamento para frente

Descrição: utilizando os princípios básicos do exercício anterior, a troca de apoio é realizada de uma perna para a outra de forma relaxada, mas desta vez com deslocamento para frente. Os passos devem ser curtos.