- Publicidade -

Correr sem qualquer tipo de distração pode ser muito libertador, pois permite que o corredor venha a se perder nos seus próprios pensamentos e consiga estar presente na natureza e tudo o que está ao seu redor. Apesar disso, existe uma hipótese de ficar entediado quando se está a correr, como, por exemplo com a paisagem – como consequência, pode-se perder a disposição para continuar o treino.

Correr com o auxílio de uma playlist de música é uma das melhores e mais tradicionais formas de manter os níveis de motivação e energia no alto, mas além dessa escolha existem muitas outras opções disponíveis para os corredores que podem permitir que eles venham a aproveitar o treino ao máximo.

Estudos científicos comprovam os benefícios de treinar acompanhado de som

De acordo com Jenny Markell, pesquisadora do National Center for Health Research (Centro Nacional para Pesquisa de Saúde) dos Estados Unidos, diversos estudos demonstram que, maioritariamente, a música em ritmo mais rápido tende a ajudar a melhorar o desempenho atlético quando uma pessoa se envolve em exercícios de nível baixo a moderado.

Esses benefícios são muito variados e podem incluir desde um aumento da distância total percorrida, até um ritmo de exercício mais forte e uma quantidade maior de ciclos de exercício concluídos.

Por exemplo, um estudo de 2006 analisou o efeito da música na seleção da velocidade da passadeira descobriu que, ao ouvir música em ritmo acelerado, os participantes aumentavam o ritmo e a distância percorrida sem se cansar.

Outros estudos chegaram a conclusões semelhantes, sugerindo que ouvir canções com mais batidas por minuto pode melhorar o desempenho físico durante exercícios de nível baixo a moderado.

Inclusive, várias pesquisas já mostraram como o ritmo exato, medido em batimentos por minuto, afeta o nível de exercício de uma pessoa, o que revela que o ritmo ideal necessário para o desempenho máximo depende do tipo de exercício.

Por exemplo, no caso da passadeira, uma pesquisa publicada em 2014 mostrou que o melhor andamento da música para melhorar o desempenho dos corredores é entre 123 e 131 bpm. Sendo assim, é possível criar uma playlist ideal para o treino render mais em relação ao desempenho.

Entretanto, aproveitar o treino ao máximo não envolve apenas o desempenho físico do corredor. Um dos principais benefícios atrelados a corrida e da atividade física em geral estão relacionados a melhora da saúde mental, por isso outras opções como podcasts e audiolivros também devem ser consideradas na hora de vir a escolher o que ouvir durante a corrida.

Photo by Pexels/Pexels License
Photo by Pexels/Pexels License

“Escutar alguma coisa durante a corrida permite treinar por mais tempo e aproveitar o treino ao máximo”

Podcasts e Audiolivros também são ótimas opções para o treino

Existem diversas aplicações de podcasts disponíveis para os portugueses que quiserem se manter informados durante o treino, com o Spotify, o Google Podcasts e o Sticher vindo a ser as principais recomendações.

Por meio deles, os corredores podem vir a acessar todos os principais podcasts produzidos ao redor do mundo, com o número de escolhas sendo limitado apenas aos gostos do corredor.

Podcasts como o “Xadrez Verbal”, “Conta-me tudo”, “Economicamente Falando” e “Obrigado Internet” são apenas alguns dos programas semanais e mensais que atraem milhares de ouvintes portugueses.

O “Corrida no ar”, que também conta com canal no YouTube, é um dos mais populares entre os fãs de podcasts sobre corridas e conta com anfitriões que oferecem informações sobre o tema de uma forma divertida e acessível, podendo ser ouvido directamente no telemóvel como os outros podcasts listados.

Outras ótimas opções para os fãs são o “Runing Academy” e o “Marathon Training Academy”. O primeiro fala sobre todos os principais tipos de corrida e é um dos mais escutados em todos os cantos do mundo, enquanto o segundo é volta para os fãs de maratonas.

Além dos podcasts, outra opção de entretenimento de áudio que está disponível para os corredores são os audiolivros. É possível acessar inúmeras obras através de aplicações como a Audible e, assim como os podcasts, existem audiolivros para todos os gostos e interesses.

Um dos melhores audiolivros para começar a escutar são os romances de Jane Austen. A autora británica, que é famosa por recorrer a jogos para revelar traços de personalidade dos personagens, conta com todas as suas principais obras na plataforma e diversas escolhas interessantes.

Por exemplo, é possível escutar o clássico “Orgulho e Preconceito” narrado pela premiada atriz Rosamund Pike, que inclusive já atuou como a personagem Jane Bennet na adaptação da obra para o cinema lançada em 2005.

Outras escolhas interessantes envolvem audiolivros como os clássicos “Do que eu falo quando falo de corrida” de Haruki Murakami e “Born to Run” de Christopher McDougal, assim como grandes sucessos recentes como “Kings of The Wyld” de Nicholas Eames, “The Collapsing Empire” de John Scalzi e “Mitologia Nórdica” de Neil Gaiman.

Música, podcast ou audiolivro: escolha depende do objectivo

A escolha de áudio para aproveitar o treino de maneira óptima depende do objectivo que se quer alcançar. Caso ele esteja relacionado apenas ao desempenho, não existe opção melhor que playlists de músicas. Agora, caso o objectivo esteja conectado a se entreter ou ficar mais informado enquanto se corre, os podcasts e audiolivros são opções igualmente válidas.