Pai, leve-me a correr contigo!!

0

Pai, levem-me para correr!

Esta é a frase que quase todos os pais já ouviram dos seus filhos, pelo menos uma vez na vida! Na verdade, por nos verem correr, os nossos filhos acabam por ganhar o gosto e o desejo de participar e partilhar connosco a experiência da corrida.

Desta forma muitos já são os pais que levam consigo os filhos para os treinos e até mesmo para as provas. Devendo ter obviamente em conta a sua segurança e bem-estar. E perguntam muitos de vocês: Mas existe alguma maneira de pais e filhos poderem correr juntos? Claramente que sim!

Com crianças mais novas

Se tem um filho pequeno deve saber que existem carrinhos concebidos especificamente para a corrida. São os chamados Carrinhos Jogging, com caraterísticas de estabilidade feitos especificamente para tornar a corrida mais segura, enquanto os carrinhos tradicionais, especialmente aqueles com quatro rodas, são fortemente desaconselhados.

Com estes modelos de carrinhos acontece muito frequentemente, em especial nos Estados Unidos, ver as mães ou pais em corridas, especialmente em distâncias entre os 5 e os 10 km.. Pode ser uma grande aventura!

Aqui ficam algumas dicas para ter em atenção quando decidirmos fazer um passeio com os nossos pequenos herdeiros:

  1. Segurança em primeiro lugar;
  2. Não vá a toda a velocidade, se não está familiarizado com o sítio;
  3. Escolha caminhos suaves e, possivelmente, sem tráfego (as ciclovias são perfeitas);
  4. Proteger adequadamente a criança e se necessário colocar-lhe um capacete

.

Com crianças mais velhas

Mesmo as crianças mais velhas podem acompanhar os pais na corrida e se souberem andar de bicicleta, o problema está resolvido! Colocar-lhes um capacete e todos os dispositivos de proteção , tornando-nos pais atentos e responsáveis!

Ainda assim há que ter em conta o seguinte:

  1. Segurança! Capacete e proteções são indispensáveis;
  2. Se correr na rua, manter a criança do lado mais próximo do passeio, ou sempre no passeio. Quando for possível, é melhor correr lado a lado, acabando por ter mais controle sobre a situação. Partindo sempre do princípio que as crianças são imprevisíveis e para não haver surpresas desagradáveis o melhor mesmo é ter em atenção todos estes fatores;
  3. Prepare o seu percurso, de modo a que facilmente o seu filho(a) o possa acompanhara em distâncias curtas, mesmo no meio da natureza;

Em qualquer dos casos, lembre-se sempre que a hidratação é muito importante, leve sempre água para os dois. Porque a experiência partilhada com um filho(a) vale por todos treinos!

Pessoalmente, já tive a experiência maravilhosa de correr uma maratona com uma criança. Foram 42 km de puro prazer, foram 3h25 que ficaram na memória para sempre!

Experimente, sempre com segurança.

Carlos Lopes