Passada curta, articulação saudável

0

Os investigadores colocaram 45 corredores populares saudáveis a correr sobre a passadeira a um ritmo constante, desenvolvendo três tipos de passada: a sua passada preferida, mais longa e mais curta. Ao aumentar entre 5 e 10% os passos, observou-se que se reduzia a mecânica absorvida pelo joelho. E ao aumentar em mais 10% os passos na corrida, reduziu-se a energia absorvida pela anca. Os investigadores sugerem que dar passadas ligeiramente mais curtas poderia reduzir o risco de lesões nos joelhos e ancas e ajudar a recuperação de lesões já existentes.

Fonte: Medicine & Science in Sprts & Exercise (Fev. 2011)