Prevenção tendinosos dos acidentes e articulares musculares, no desportista

0

1Normalmente, a prevenção dos acidentes musculares só é lembrada quando o desportista se encontra lesionado. Esta situação, por ser do conhecimento geral, deve ser corrigida pois todos sabem que é mais fácil e vantajoso evitar a lesão do que cura-la. Alguns minutos de treino executando exercícios simples e eficazes podem proporcionar uma actividade física mais intensa e salutar. Daí que o presente quadro apresentado pelo Drº Turblín vá ao encontro dos interesses de muitos dos nossos leitores. Perdidos num sem numero de esquemas de exercícios físicos que se tornam irremediavelmente esquecidos.

Naturalmente, o artigo aponta para uma sessão total de trinta minutos, importando, no entanto. referir que a primeira parte só é válida para corredores em fase de evolução ou para desportistas de outras modalidades já que o corredor preparado dedica um maior tempo à corrida do que outro desportista. Por ultimo, lembramos que um dos principais «segredos» para todo aquele que se dispõe a seguir um esquema de exercícios físicos. reside em saber descontrair-se. Evite, pois, repetições forçadas e atitudes rígidas e procure antes executar cada movimento com naturalidade e com uma res piração controlada. E agora vamos aos exercícios o esquema que apresentamos foi feito a pensar em todos aqueles desportistas que não dispõem de treinador e que assim, em qualquer lugar, poderão executar um conjunto de movimentos fáceis e diretos, os quais servirão, sobretudo. de excelente meio para a prevenção da grande maioria das lesões.

Não nos preocupamos em indicar aqueles movimentos que mais diretamente poderão interessar o corredor, até porque julgamos que os chamados pontos fracos deste devem ser reforçados, pelo que se justifica a nossa opção em apresentar um quadro tendo em vista o desenvolvimento de qualquer desportista, com possibilidade de utilização não só no inicio de alguns treinos como, igualmente, nos momentos que antecedem os jogos ou as competições.

I- Footing ligeiro durante 15 minutos.

II – Ginástica geral ocupando cerca de 10 a

15 minutos e de acordo com os desenhos anexos.

Ginástica dos membros superiores.

234

6

Ginástica dos membros inferiores (corrida com elevação dos joelhos. calcanhares e na ponta dos pés).

7

III- Ginástica especifica de alguns pontos mais susceptíveis de contrairem lesões destinando, para o efeito, o período de dez minutos. Trabalho no espaldar (prevenção das lombalgias e ciáticas); Os atletas que não tiverem possibilidades de utilizar um espaldar, poderão fazer o mesmo exercício numa barra, ou até mesmo, num ramo de uma árvore.

8

Alongamento e musculação dos músculos fracos (relativamente à potência dos quadricepes);

9

11

12

Alongamento dos músculos obliquos:

13

Alongamento do tendão de Aquiles.

Este exercício de muito fácil execução deverá estar presente em todas as sessões de treino. Uns dois minutos podem evitar graves lesões de natureza crónica.

1111

Este esquema simples de mobilização deve  ser efetuado com uma certa regularidade, não esquecendo a necessidade de uma alimentação equilibrada e, sobretudo, a ingestão de dois litros de água por dia a fim de se evitarem princípios de desidratação dos músculos. tendões e discos. A um nível geral, o desportista, ao primeiro sintoma de acidente muscular ou tendinoso, deve, tanto quanto possível, diminuir ou parar completamente o treino, aplicar gelo na região afetada e recorrer a um especialista.

Fonte: Revista Spiridon