PRONAÇAO EXCESSIVA

0

Todos apresentamos uma certa pronação ao correr, o problema coloca-se quando existe pronação excessiva. Observando o pé por trás pode- -se obter informação .evitando a linha de Helbing. 

É possível avaliar o ângulo de pronação através da linha de Helbing, que é a linha vertical que passa pelo centro do escavado poplíteo, a face posterior do joelho, que passa pelo, eixo médio do gémeo e o centro do calcanhar.

O calcanhar estático, apenas influenciado pelo peso corporal e a gravidade, apresenta um valgismo fisiológico considerado como normal entre os 0° e os 6°.A partir dos 6° considera-se uma super pronação.

Quando são poucos graus, com a aplicação de exercícios correctivos possivelmente o pé recupera a sua função mecânica adequada. Quando o desvio é elevado, possivelmente deve-se a uma causa estrutural, sendo aconselhável ter uma avaliação completa de um podólogo e a utilização de calçado e palmilhas especiais de correcção.