Protege o teu coração

0

Os problemas cardiovasculares  são a maior causa de morte a nível mundial, como tal será que cuidamos no nosso coração o suficiente para garantir ao máximo a sua vida e a qualidade da mesma?

Conhece os teus limites

Exercício vigoroso é bom para o coração no entanto deve ser no máximo durante 30-50 minutos por dia, logo a ideia de que correr uma maratona é saudável para o coração é um mito, dizem cardiologistas.

Logo como corredora e profissional de exercício aconselho que saibamos ouvir o nosso corpo e dar lhe o descanso necessário  após uma maratona não devemos fazer provas de igual intensidade 6 meses após a mesma, não se esqueçam que não somos profissionais, pois estes apesar de estarem submetidos a esforços de alta intensidade diariamente são controlados e têm toda uma equipa de profissionais  a assegurarem o seu sucesso, e são PROFISSIONAIS.

Controlem a intensidade das vossas provas e treinos com um cardiofrequencímetro e realizem provas de esforço anuais. Mantenham um estilo de vida saudável, alimentem-se corretamente e tenham um sono descansado diariamente.

Rotina diária

O nosso estilo de vida é o principal fator que afeta a performance diária do coração. Faz estas ligeiras mudanças ou assegura que as fazes corretamente.

  • A desculpa perfeita

Um estudo realizado em Boston com 38 000 homens que bebiam 2 ou 3 copos de vinho tinto por semana  tinham menos 32 % de risco de ter um ataque cardíaco, a explicação está no revasterol um poderoso antioxidante. A dose recomendada é um copo pequeno por dia.

  • Persegue o sol 

Níveis baixos de vitamina D aumentam o risco de um ataque cardiaco. 5 a 10 minutos de sol diariamente são o suficiente para absorevermos a quantidade de vitameina D que necessitamos.

  • Usa as instalações

Universidade de Taiwan descobriu que ter a bexiga cheia aumenta a frequência cardíaca em 9 bpm e constringe o fluxo de sangue em 19%, colocando pressão adicional sobre o coração. O urologista Paul Wilson aconselha uma ida ao WC a cada duas horas.

  • Vive Le France

Sê galatico a próxima vez que escolheres uma garrafa de vinho. Pesquizas descobriram que o vinho francês (French vintages) tinham 4 vezes mais enzimas protetoras das artérias que os vinhos alemães. Não estão incluidos vinhos portugueses nesta pesquiza ,mas com certeza devemos também possuir reliquias destas.

  • De boa saúde

Homens com glicémia alta (mais de 110 mg de açucar no sangue em jejum)- maior risco de doença cardíaca – viram este valor baixar 43 % após um programa de 6 semanas de escalada. 4 sessões semanais de exercios de força e cardiovascular durante 60 minutos farão melhorar estes valores de glicémia.

  • Tabaco

É sem dúvida a maior perigo para o nosso principal órgão. Um fumador vê o seu risco de contrair qualquer problema cardiovascular aumentar de forma exponencial comparativamente a um não fumador, e mesmo que pratique desporto o risco é aumentado. 

As melhores opções alimentares

  • Sumos de frutas naturais de laranja uva pela manhã (diminuiem 17% o mau colesterol dizem pesquizas coreanas)
  • Come menos e mais vezes ao dia (pesquizas inglesas concluiram que Homens que comiam 6 pequenas refeições diariamente tinham 5 % menos colesterol que os que comiam 2 grandes refeições, horários de refeição e snacks como frutos secos e fruta fresca são também importantes)
  • Enlatados (pesquizas recentes descobriram que os vegetais enlatados tinham mais 40 % antioxidantes protetores cardiovasculares que os vegetais cruz, a melhor opção após os vegetais verdes serão as cenouras).
  • Pior opção- comida de plástico (cada jantar de comida rápida que compra no supermercado ou nos sítios específicos de compra danifica as suas artérias, pelo contrário alimentos como salmão, nozes, amêndoas, e usar azeite nos seus cozinhados aumentam 27 % a vida das suas artérias)
  • Iogurte natural  (adicionar iogurte com baixo teor de gordura na sua dieta, sem levantar a sua ingestão total de calorias, reduz o risco de pressão alta: o maior precursor de doenças cardíacas. Optar sempre por versões naturais sem açúcar. )
  • Carnes vermelhas (o consumo de carnes vermelhas deve ser reduzido a no máximo 2 refeições semanais devido ao alto teor em gordura saturada, estudos realizados pela universidade de Cambridge descobriu que quem reduziu de 91g para 54 g o consumo de carne vermelha diminuiu 10% a probabilidade de um problema cardiovascular).
Bibliografia:
Men’s Health, UK, march 2013
Raquel Madeira