- Publicidade -

Os benefícios do desporto para a nossa saúde física e bem-estar são incontornáveis. No entanto, quer seja um praticante de desporto ocasional, quer seja assíduo, antes de iniciar a prática de desporto moderada a intensa é importante certificar-se de que reúne as condições físicas necessárias para o fazer, esclarecer todas as dúvidas que tiver e obter uma orientação médica personalizada. Como? Fazendo um check-desportivo. O check-up desportivo é uma arma importante na prevenção de lesões

O check-up desportivo deve ser «obrigatório»?
Sofrer de asma ou doença pulmonar, ter diabetes, artrite ou patologias do fígado ou dos rins devem levar à realização de um check-up desportivo antes da prática de exercício moderado a intenso. De acordo com a American College of Sports Medicine, é recomendável efetuar um check-up desportivo se se enquadrar em pelo menos duas das situações referidas abaixo:

• Ser do sexo masculino e ter mais de 45 anos;

• Ser do sexo feminino e ter mais de 55 anos;

• Ter antecedentes familiares de patologias cardiovasculares antes dos 55 anos;

• Ser fumador/a ou ter deixado de fumar há menos de 6 meses;

• Não praticar exercício físico há 3 meses ou mais;

• Ter excesso de peso ou ser obeso;

• Ter níveis elevados de colesterol ou hipertensão arterial.

Observação à medida
O check-up desportivo permite-lhe ser observado por um médico especializado ou pós-graduado em Medicina Desportiva, que procederá a exames de avaliação e aptidão desportiva adequados às suas necessidades e objetivos. Por exemplo, a um atleta federado é exigida a apresentação de um atestado médico oficial.
Assim, para responder às várias necessidades dos pacientes, existem diversos tipos de check-up, desde o mais simples (eletrocardiograma e consulta) até ao check-up personalizado, em que é realizada uma consulta inicial de avaliação e planeamento, exames específicos de acordo com a exigência desportiva do paciente e consulta final.

Fonte: Saúde CUF
Adaptação: www.aminhacorrida.com