“Torci o tornozelo. Devo aplicar gelo ou calor?”

0

Torções no tornozelo são uma das lesões mais comuns no desporto. Elas levam milhares de atletas às clínicas todos os anos e causam problemas crónicos para muitas pessoas. O problema está claro, mas a questão sobre qual é a melhor forma de tratamento – frio ou calor – não está clara para todos.

Muitas pessoas depositam total confiança no calor, afirmando que ele alivia a dor e promove a cura ao estimular o fluxo sanguíneo. Outros defendem o frio, precisamente pelo facto de que ele faz o inverso, diminuindo o fluxo sanguíneo e minimizando a inflamação.

Segundo pesquisas, o gelo é o grande vencedor. Em diversos estudos, cientistas compararam o calor e o frio ao designar aleatoriamente pessoas que apareciam em clínicas desportivas com torções para receber um ou outro tratamento, além de um analgésico, como o ibupofreno. Os estudos revelaram que a imediata terapia com gelo resultou num retorno mais rápido às actividades normais do quotidiano (andar, subir escadas, correr e saltar, sem dor) .

Em pessoas com as lesões mais graves – incluindo ruptura de ligamentos –, o tratamento com gelo resultou numa recuperação de 13 dias, em comparação aos trinta dias para os indivíduos tratados com aplicação de calor. Para melhores resultados, especialistas recomendam protecção, descanso, gelo, compressão e elevação. Eles alertam que o gelo só deve ser aplicado 20 minutos de cada vez.

Desta forma, conclui-se que o gelo é muito melhor que a aplicação de calor nos casos de torção do tornozelo.

Fonte: Prozis