Treinar em Jejum serve para alguma coisa?

0

Quando corres em jejum perdes mais gordura”. É verdade, mas tem a sua parte negativa. A noite é um longo período de jejum, o teu corpo usa o glicogénio muscular e hepático, pelo que de manhã o teu nível de glicémia é baixo e os teus músculos usam facilmente a gordura de reserva.

Se treinas em jejum e ultrapassas uma determinada intensidade ativas mecanismos como a gluconeogénese para produzir o glicogénio de que necessitas a partir das tuas proteínas musculares, algo que não te beneficia nada. Corres ou pedalas em jejum? Pois vai com calma, a uma intensidade suave e não passes dos 50 minutos a correr ou 75 de bicicleta

Enão o faças mais do que uma vez por semana! > “Serve para evitar o muro na maratona”. Habitua-te a processar a gordura como energia e permitirá que continues a correr com soltura a partir o km30. Mas lembra-te das precauções que tens que ter neste tipo de treinos em jejum. >

“Assim queimo mais calorias”. Isto é falso, o nível de intensidade a que tens que ir em jejum é baixo e o consumo calórico resultante é muito menor que se usasses esse tempo para treinar mais forte. Há que ter em conta que o aumento de intensidade não significa um aumento proporcional do consumo, mas muito maior.