- Publicidade -

O V Trail Bucelas Aventura ocorreu no passado dia 4 de fevereiro, tendo sido organizado pelo Grupo Bucelas Aventura, numa parceria com os Bombeiros Voluntários de Bucelas. Este foi um evento de cariz solidário e, como tal, as receitas revertem na íntegra a favor dos Bombeiros Voluntários de Bucelas.

E o que dizer deste trail? Uma prova fantástica desde o primeiro momento! De manhã cedo, andes da prova e junto à zona de partida, fez-se o levantamento dos dorsais. No mesmo local havia uma roulotte a oferecer chá quente aos participantes. Depois de tudo tratado, seguimos para o controlo 0 (houve três controlos nesta prova). E foi dada a partida, que foi muito bem pensada pela organização. Além de ter sido dada com 15 minutos de diferença para a prova mais curta, teve a vantagem de o primeiro quilómetro ter sido a direito e em estrada, dando a possibilidade de criar espaçamento entre os atletas.  Posso dizer que pela primeira vez não fiquei presa num singletrack.

O percurso foi muito ventoso, mas muito bonito. Com vistas espectaculares para o estuário do Tejo (ponte Vasco da Gama e Lezíria). Não tirei fotografia, porque estava a correr, portanto, se quiserem desfrutar desta vista, inscrevam-se no VI Trail Bucelas Aventura!

As marcações foram impecáveis que consistiam em fitas vermelhas e brancas a pouca distância umas das outras, tabuletas de indicação do quilómetro (o meu relógio tinha um desfasamento de mais 850 metros) e tabuletas avisadoras de zonas mais perigosas (descidas, basicamente). Os abastecimentos também foram excelentes, assim como todo o staff. 5 estrelas! O apoio dos bombeiros foi também uma constante, estando presentes em vários pontos do trajeto, principalmente em zonas de passagem de estradas.

Apesar das subidas e das descidas perigosas devido à lama (levem ténis com muito boa aderência), o percurso foi bastante “corrível”, o que eu adoro. Apesar de a organização não disponibilizar no site o gráfico de altimetria, nós deixamos aqui o nosso, para que tenham uma ideia do que podem esperar para o ano.

Tive um momento “wtf?!”, quando vi uma fitinha na entrada de um túnel, dei uma gargalhada e lá o percorri agachada. Muito giro!

Começo a pensar que os organizadores de trails têm um requinte de malvadez.  Quando estamos a 2 ou 3 quilómetros da meta e já pensamos “Ok, em 20 minutos estou no banho!”… Presenteiam-nos com uma escalada interminável!  Que foi o caso, aos 22 quilómetros subimos uma vinha bem íngreme.

Depois de concluída a prova, foi tempo de repor energias e comer um caldo verde e uma bifana no quartel dos Bombeiros.

Como Bucelas é a Capital do Arinto (casta de uva branca ) não pude deixar de ir em busca de um, que encontrei na Enoteca! Não tive tempo de ir ao Museu do Vinho e da Vinha, mas ficará para a próxima vez que for a este trail, certamente. Deixo a sugestão à organização de fazer parceria com um produtor local para dar uma pequena garrafinha de Arinto aos participantes. Ou uma grande aos vencedores, quiçá!

Esta é uma prova que espero repetir na sua próxima edição, sem dúvida!

Vídeo da prova

Classificações